Post publicado por Pedro I.
07.08

A Entertainment Weekly deu nota A- (9/9,4) para Rainbow, novo álbum de Kesha. Confira a opinião crítica:

“Praying”, o single principal do primeiro álbum da Kesha em quase cinco anos, é tão triunfante quanto as músicas que vêm a seguir. Os pianos em ascensão e os melhores vocais da carreira dela enquadram o corte, que aparentemente se refere ao intervalo criativo da cantora, causado pelo ex-produtor Dr. Luke. […] Ela não trabalhou diretamente com Luke no Rainbow, embora esteja sendo liberada para a gravação do álbum por sua gravadora, Kemosabe, com sua aprovação. Mas Rainbow, seu rico e magistral terceiro LP, é muito mais do que um adeus aos demônios do passado – é uma façanha artística, como Kesha une as incursões estilísticas com seu lirismo afiado e resistido.

Em 2012, com “Warrior”, Kesha juntou-se a artistas, desde Will.i.am à Iggy Pop, mas carecia de uma visão unificadora. Aqui, ela é mais camaleoa do que nunca – O álbum contém um glamour glam-rock com Eagles of Death Metal (em “Boogie Feet”) e um colaboração divertida com Dap-Kings Horns (“Woman”). Ainda assim, ela está entoando o country com Dolly Parton em “Old Flames (Can’t Hold a Candle To You)” e colocando em prática o pop de sintetizadores que a fez uma estrela no passado (“Hymn”), sua autenticidade nunca se envelhece; As 14 faixas do Rainbow são puramente “Kesha sem cortes”.

As letras da Kesha, que canalizam sua turbulência pessoal em catarse e reflexão, são, em última análise, o que une o conjunto. “A vida nem sempre é justa, mas o inferno está vivendo em ressentimento”, ela diz em “Learn to Let Go”, logo antes da música explodir em um estrondoso refrão sobre exorcizar demônios e deixar o passado para trás. Em “Boots”, ela chega a uma moral poderosa: “Se você não aguenta as garras, não pegue essa gata”. “Godzilla” fala sobre levar para casa um monstro para encontrar sua mãe – para evitar a tristeza. “Não deixe os bastardos te derrubarem”, ela canta em “Bastards” – e Rainbow exibe o que a perseverança pode produzir.

FONTE: Entertainment Weekly



Twitter



Facebook