aparição | Kesha Brasil | Page 7

Post publicado por Pedro I.
23.10

 

jem

Como já havíamos noticiado, Kesha tem uma participação no filme “Jem and The Holograms”, filme inspirando em um desenho animado do mesmo nome. O filme teve sua estréia no Estados Unidos na madrugada de hoje (23.10) e, na premiere, Kesha concedeu uma entrevista para o Entertainment Weekly.

Confira a tradução da entrevista logo abaixo:

Entertainment Weekly: Foi uma surpresa muito boa vê-la no papel de líder da banda The Misfits no final do filme. Como este projeto surgiu?

KESHA: Jem and the Holograms é, na minha opinião, um dos desenhos animados mais “foda” já feitos, porque é tudo sobre o poder das meninas e as rixas de estrelas do pop. Eu sempre idolatrei os cabelos e as maquiagens utilizadas no desenho, e cresci gostando disso. Pessoas já comentaram sobre como a minha maquiagem é parecida com a do desenho, ou perguntaram se já assisti ao Jem and the Holograms, porque meu cabelo parece ser inspirado nelas.
Quando soube que eles estavam fazendo disso um filme, chamei meu empresário e pedi para que ele me colocasse nesse filme.  E quando eu peguei o papel era como “Oh, isso é perfeito”. Eu não podia ter escolhido melhor meu primeiro papel para um filme. Meu sonho era ser Pizazz. Jem é um papel ótimo, mas Pizazz é mais agradável. Eu gosto de ser a única com um limite maior, um pouco mais má e divertida. Eu queria que fosse uma surpresa, queria que as pessoas assistissem e ‘Calma aí, é a Kesha?’.

Entertainment Weekly: O filme tem vários elementos do desenho animado, mas também foi atualizado para a nova geração. O que você acha sobre a forma como o filme está afastado do desenho animado?

KESHA: O desenho animado foi tão “coisa do momento” quando saiu, e eu acho que o filme é “coisa do momento” também, pois ele aborda como a indústria musical está agora. É muito diferente do que era na década de 80, por isso, aborda as mídias sociais, e que na indústria fonográfica você não pode confiar em todo mundo. Há partes obscuras, e você realmente tem que manter boas pessoas ao seu redor.
Ele realmente tocou em um monte de assuntos que pensei que são necessários para mostrar a maneira que a indústria da música realmente funciona. Não é exatamente como o desenho animado, mas eu não acho que ele deve ter sido exatamente como o desenho, porque no filme não apresenta nenhuma surpresa [sobre a indústria fonográfica]. Eu fiquei surpresa sobre como eles fizeram isso ser tão atual, e isso é muito legal, porque é um desenho animado de muitos anos se tornando super relevante hoje.

Entertainment Weekly: Você sabe que você é conhecida por ser uma cantora. Como você se identifica com a história da Jem?

KESHA: A primeira vez que vi o trailer, eu literalmente chorei, porque eu estava tipo, “Meu Deus, isso é tão real”.  Você cresce tendo esse sonho e é como uma fantasia absurda que você deseja para si mesma. Tudo o que eu sempre quis foi fazer o que faço. Você trabalha tão duro e as pessoas dessa indústria começam a tentar te mudar, corrigir você e colocar as coisas loucas em seu corpo que você talvez não se sinta confortável. [Eles] falam o que você tem que vestir, o que falar, como olhar, e de repente, seu mundo está de cabeça para baixo, e sua realidade é totalmente distorcida.
As pessoas tentam engana-la, e [na cena em que a executiva da Starlight Music Records oferece para Jem um contrato solo] eu queria dizer: “Jem, contrate um advogado! Não assine isso!” Eu realmente sentia por ela, porque quando você é jovem e ingênua, tudo que você quer fazer é fazer música e fazer o que você ama, porque você está apaixonada por isso. É lamentável como as pessoas nessa indústria tentam tirar proveito disso, mas a lição é que você precisa para manter as pessoas que você confia e o amor ao seu redor – que é realmente importante.

Entertainment Weekly: O filme termina com Erica se aproximando da The Misfits para derrubar Jem, definindo o filme para uma sequencia. Se houver, você e seus companheiros de banda estarão envolvidos?

KESHA: Claro que sim. Eu realmente espero que haja [uma continuação], porque antes de tudo, o cabelo verde neon é de longe o meu favorito, e também, porque eu gostava de estar no set de filmagens. Era tão diferente, e eu estava tão nervosa e fora de mim – Eu simplesmente adorei. Eu estou acostumada a fazer as minhas músicas, então para canalizar isso em um papel como atriz foi super emocionante para mim. Eu adoraria ter a oportunidade de fazer uma sequência.

Entertainment Weekly: Coincidentemente você apareceu nessa semana como a vizinha barulhenta de Jane Annabelle [em Jane the Virgin]. Atuar é algo que você pretende continuar fazendo? Existem outros meios artísticos que você está explorando agora?

KESHA: Sim, eu ainda estou atuando. É divertido explorar diferentes meios da arte e agora mesmo a minha [música] é uma espécie de carreira em espera. Eu estou encontrando outras maneiras de me expressar e de se conectar com os meus fãs. Eu sou [também] aberta para tudo. Criativamente, meu cérebro foi explodindo e eu tenho pintado. Eu acho que a coisa mais importante quando você é um artista é que você não pode deixar o seu fogo criativo artístico ser apagado. Você tem que mante-lo aceso de alguma forma.

Entertainment Weekly: O que você vem trabalhando na música atualmente? Existe algum cronograma para algo ser lançado?

KESHA: Estou morrendo de vontade de lançar músicas, tipo, literalmente. Mas enquanto eu não posso, eu só estou reunindo idéias e apenas rezando para que logo eu consiga lançar música. Eu não tenho nenhuma ideia de como vai soar. Tudo o que sei é que tenho muito a escrever sobre. Não há muito o que dizer agora. Nada de falar com certeza ainda, mas apenas orando por isso.

Entertainment Weekly: Voltando para o filme, você tem quaisquer pensamentos sobre este seu primeiro papel?

KESHA: Estou super grata pela oportunidade que Jon me deu neste filme. Eu realmente espero que as pessoas possam se conectar com o filme. É lunático em certos aspectos, mas em seguida também existem partes dele que estavam realistas em termos do fato de que você pode alcançar seus sonhos. Eu acho que é realmente importante, para os jovens, ver que você realmente pode. Se você está no caminho, é talentoso e quer algo, há uma maneira para isso acontecer, por isso não desista nunca sobre isso – e também, é só pegar um bom advogado.

FONTE: Entertainment Weekly


Post publicado por Pedro I.
22.10

Captura-de-Tela-2015-09-30-às-13.46.50

Isso mesmo! Mais uma vez veremos Kesha nas telinhas. Dessa vez ela vai mostrar uma de suas paixões secretas no programa Super Into, apresentado por Kevin Pereira, pela emissora americana TruTV.

No programa, Kesha leva o apresentador e a equipe de filmagem para mergulhar com ela pelo Havaí e mostrar sua paixão pelos animais. A aparição da Kesha no programa foi gravada no final do mês de Setembro de 2015 e algumas fotos da experiência já podem ser conferidas clicando aqui.

Super Into com Kesha vai ao ar dia 10, à 1:30 da manhã  (horário de Brasilia).
Obs.: ainda não foi divulgado se o episódio vai ao ar no canal da TruTV no Brasil.

Confira o trailer da temporada e as promos liberadas até agora:

Confira, em primeira mão, a promo legendada do próximo episódio de “Super Into”, que terá participação de Kesha! O episó…

Posted by Kesha Brasil on Quinta, 5 de novembro de 2015

Confira mais uma promo do próximo episódio do programa “Super Into”, que tem a participação de Kesha e vai ao ar na próxima segunda! Mais informações aqui: http://keshabr.com/?p=1510

Posted by Kesha Brasil on Sábado, 7 de novembro de 2015


Post publicado por Samuel D
22.10

Kesha+Kids+Choice+Awards+2013+YjR_hulChY-l

Kesha está prester a testar suas habilidades de atuação na Broadway, mas a própria cantora ainda não sabe qual papel irá interpretar. Aliás, não saberá até 16 de Novembro, dia de sua apresentação! Oi? A gente te explica: a peça em questão faz parte de um projeto chamado ‘The 24 Hour Plays’, onde peças curtas são escritas, ensaiadas e apresentadas em um único dia, tudo visando a arrecadação de fundos para a “Urban Arts Partnership”, organização sem fins lucrativos que ajuda escolas públicas e carentes de Nova York.

Atuar ao vivo em palco é um desafio completamente diferente – mas Kesha estará em boa companhia, outras celebridades também irão participar do evento pela primeira vez esse ano, comemorando os 15 anos do projeto, são elas Lala Anthony, Edie Falco, Molly Ringwald e Wilmer Valderrama.

Desde o início do projeto, o ‘The 24 Hour Plays’ já recebeu inúmeras participações de celebridades, como Jennifer Aniston, Elizabeth Banks, David Cross, Billy Crudup, Rosario Dawson, America Ferrera, Seth Green, Scarlett Johansson, Ashton Kutcher, James McAvoy, Eva Mendes, Julianne Moore, Tracy Morgan, Rosie Perez, Chris Rock, Sarah Silverman, Naomi Watts e Olivia Wilde. De todos esses nomes, Rachel Dratch, John Krasinski, Diane Neal, Rosie Perez e Olivia Wilde estão retornando ao projeto esse ano, ao lado de Kesha, no dia 16.

Fonte: Daily News


Post publicado por Samuel D
01.10

Kesha marcou presença no evento comemorativo ao aniversário de 35 anos da organização não governamental PETAPeople for the Ethical Treatment of Animals, que luta pelo direito dos animais. O evento aconteceu em Los Angeles na noite de ontem (30). Kesha passou pelo tapete vermelho e posou ao lado de Geezer Butler (músico), Pamela Anderson (atriz), Rob Zombie (músico) e Diane Warren (compositora). Confira fotos e vídeos:




Post publicado por Samuel D
30.09

Kesha foi clicada recentemente na ilha do Havaí, com uma equipe de filmagem. Muitos sites divulgaram o flagra como uma suposta sessão de fotos, porém podemos perceber câmeras de vídeo nas imagens, além de Kesha estar aparentemente arrumando um microfone em sua roupa. A finalidade do projeto ainda não foi divulgada. Enquanto isso, tire suas próprias conclusões:


Post publicado por Samuel D
29.09

Ontem (28) Kesha compareceu ao evento beneficente “Concert For Our Oceans”, cujo principal objetivo é arrecadar fundos para proteção dos oceanos e as vidas animais que o habitam. A cerimônia aconteceu em Los Angeles, no bairro de Beverly Hills, e teve Seth MacFarlane como anfitrião. Em um determinado momento, Kesha chegou a subir ao palco para cantar “God Only Knows” da banda “The Beach Boys”. Confira fotos e vídeo da cantora no evento:



Post publicado por Samuel D
17.09

A banda “The Hollywood Vampires”, formada por Johnny Depp, Alice Cooper e Joe Perry, realizou seu primeiro show na noite de ontem (16) em Los Angeles. Para a surpresa de todos, Kesha foi a artista convidada para subir ao palco com a banda. Lembrando que não é a primeira vez que Kesha divide o palco com Alice Cooper, ambos já performaram a canção “School’s Out” juntos em 2011.  Confira as fotos e vídeo de ontem:


Post publicado por Samuel D
16.09

Britney Spears não é a única princesa do pop que está animada em aparecer na segunda temporada de Jane the Virgin.

“Eu estava muito animada! Eles me chamaram aleatoriamente,” Kesha, 28, conta excluisamente para a PEOPLE. “Eu finalmente teria um dia de folga porque eu não tinha um faziam três semanas e eles me ligaram e estavam tipo,’Você pode fazer essa audição?’ E eu estava tipo ‘Ugh, hoje é o meu dia de folga.’ E eles disseram, ‘Oh, é para Jane the Virgin.’ E eu disse ‘Sim car*lho!.”

A cantora e compositora anunciou recentemente que ela aparecerá na segunda temporada, e diz que a sua audição foi longe de ser estressante.

“Eu estou acostumada a tirar sarro de mim mesma na frente das pessoas,” Kesha, 28, diz. “Eu acho que a maioria das audições, pelo menos para comédia, é apenas ver o quanto você está disposto a tirar sarro de si mesmo. Se você está disposto a fazer bastante isso, então você geralmente consegue o emprego!”

Kesha, que batalhou contra problemas pessoas no passado, está grata de ter uma carreira que a permite focar no futuro.

“Eu sou muito sortuda de ter uma carreira que me deixe explorar saídas para a minha criatividade e diferentes atmosferas.”

Mesmo que Kesha descreva a música como “o seu primeiro amor,” ela admite que os desafios que vem com ela podem ser difíceis.

“Eu vou de novo e de novo nelas e elas podem me levar três semanas para serem escritas. Na atuação você está entregando frases que alguém escreveu, o que é diferente para mim, porque eu escrevo a minha música. Você está se botando em um personagem que não criou. Como na minha música, eu criei o personagem que eu retrato. E então isso, você está tentado representar o personagem de outra pessoa que eles criaram, o que é muito divertido e emocionante.”

 

Tradução por: Natália H. (Equipe KSBR)


Post publicado por Samuel D
25.04

Após um período longe dos olhos do público em meio a um confronto com seu colaborador de longa data, a estrela pop se apresentou em uma pequena casa de shows de Rock em Washington.

lead_960

É impossível saber realmente o que uma figura pública esta sentindo, o que explica o porque de ser um passatempo nacional especular sobre isso. E isso vale em dobro para o mundo da música pop, aonde a canção de um músico caminha ao lado de sua “narrativa” – ambas criadas pelo próprio ou não – na maioria das vezes. Kanye West foi recentemente cercado pela história de estar sendo transformado pela paternidade, casamento e um contrato com a Adidas. Lady Gaga, como todo mundo sabe, esta em sua fase “normal” depois de seu estouro nas campanhas publicitárias. Beyoncé, se você acredita no Instagram, está aproveitando a melhor vida na Terra como recompensa pelo seu trabalho duro e perfeição própria.

Kesha, antigamente Ke$ha, de nome real Kesha Rose Sebert, é… bem, é difícil dizer. Depois de reinar como uma celebridade no topo das paradas por alguns anos sobre a força de sua grande potência e hinos dançantes irreverentes – com uma presença visual que contou com glitter, pintura facial e dedo do meio – a sua imagem como super humana guerreira começou a rachar. Alguns singles tiveram desempenhos inferiores em 2013; pessoas do seu time começaram a se queixar sobre o produtor, Dr. Luke, ser muito controlador; ela foi para uma clínica de reabilitação por causa de um transtorno alimentar; tirou o cifrão de seu nome. Depois de passar boa parte de 2014 fora dos olhos do público, ela entrou com uma ação judicial alegando que Dr. Luke a abusou sexualmente e emocionalmente, incluindo uma acusação que ela havia sido dopada e estuprada por ele. Ele rebateu a acusação, dizendo que ela estava apenas tentando sair de seu contrato.

Dr. Luke, de nome real Lukasz Gottwald, não é apenas um produtor. Ele era uma parte essencial da história de Kesha, a pessoa que assinou com ela aos seus 19 anos e que co-produziu ou co-escreveu basicamente a maior parte de seus hits (para não mencionar outros esmagadores de Katy Perry e Kelly Clarkson). Mesmo antes da ação judicial de abuso, ela e sua mãe haviam confirmado publicamente suspeitas de fãs que Luke estaria sufocando a criatividade de Kesha e que ela queria se ramificar em diferentes tipos de música. Agora que a separação é oficial, o que isso significa para Kesha, a performer? E pra onde essa narrativa pop vai depois de uma virada tão feia?

Semana passada, o Black Cat Rock Club, em Washington, anunciou que Kesha iria se apresentar lá na terça-feira à noite, e que os ingressos iriam à venda ao meio-dia por 25 dólares cada. Na sequência de algumas apresentações em campus universitários e shows beneficentes, a aparição seria sua primeira performance pública nos Estados Unidos desde 2013, em um local que não é nada como os estádios nos quais ela tinha tocado antes: escuro e pequeno, com uma capacidade para cerca de 750 pessoas. A apresentação se aproximava. Por que uma estrela pop ultra-famosa planejava seu retorno em um pequeno local que geralmente acolhe cantores de indie e rock? Iria ela abandonar todas as suas canções com Luke e tocar coisas inéditas? Seguir a onda de seu cover divisor de opiniões de Bob Dylan e fazer um acústico? Apostar novamente em sua recente imagem Rock Star e fazer um show metal? Dizer algo sobre as controvérsias? Os ingressos se esgotaram em menos de quatro segundos.

Mas desde a abertura do show, estava claro que aquilo não seria o lançamento de uma nova versão de Kesha (Kesha 2.0). Ela começou o show com a faixa-titulo do album Warrior, que teve uma grande produção de Dr. Luke em 2012. Dançarinos movimentando espadas como samurais, e o público, cheio de glitter, cocares e adereços de unicórnio, inspirados em clipes da cantora, gritava. E continuaram gritando durante o resto o show, que ofereceu praticamente qualquer coisa que um fã poderia querer: confete, adereços, “Tik Tok” e “Timber”.

Membros da banda tocavam guitarra e teclado e, ao cantar Die Young – musica que a cantora disse que foi forçada a cantar – foram usados tambores. Em quase todo o show, Kesha tinha performado como uma performer pop: cantando com uma base pré-gravada, com troca de figurinos e o uso de efeitos visuais. Ela se mostrava feliz por estar lá, balançando as vigas e promovendo um clube de strip gay no local. Tirando seu cover/mashup de “Loyal” do Chris Brown e “Jealous” do Nick Jonas, a setlist foi formada inteiramente por músicas que a cantora já havia lançado; “Lover”, a música livre de Dr. Luke que vazou ano passado, não fez parte.

Após o show, a cantora tweetou “esta noite foi tudo para mim” e “estar em turnê me dá vida”, então talvez a cantora tenha optado por fazer shows em palcos pequenos e com pouco aviso prévio apenas para se divertir, e mais precisamente para evitar que haja uma pressão do publico para o relançamento de sua carreira. Ela logo vai se apresentar em outro campus universitário em Baltimore, e depois vai entreter a parada gay de Los Angeles. Você pode imaginar esses shows – todos com público fanático garantido – como um refresco psicológico para ela ou como um despertar de seus fãs, ou como uma prova de que ela é uma artista completa totalmente independente de Dr. Luke, ou como uma indicação de que ela quer deixar para trás o drama. Ou, como os muitos fãs revestidos de brilho contentes por terem tido uma terça-feira à noite épica, você poderia esquecer a narrativa e ver a performer fazendo o seu trabalho, e fazendo bem.

Fonte: The Atlantic


Post publicado por Samuel D
17.04

Kesha+9th+Annual+Delete+Blood+Cancer+Gala+5EfhLhiv4hvx

Nesta quinta (16) Kesha esteve presente no 9th Annual Delete Blood Cancer Gala, um evento beneficente que procura arrecadar doações para pesquisas e tratamento contra o câncer de sangue. A cantora passou pelo tapete vermelho e tirou fotos ao lado de Peyton List, Katharina Harf e Georgia May Jagger. Além disso, Kesha ainda performou no evento, confira vídeos de “We R Who We R“, “Your Love Is My Drug” e “Tik Tok“. Confira as fotos do evento:


Page 7 of 8« First...45678


Twitter



Facebook



Entre no Estilo