Julgamento | Kesha Brasil | Page 4

Post publicado por Samuel D
19.02

Ontem (18), Kesha foi fotografada chegando ao LAX Airport (Los Angeles), onde iria embarcar para Nova Iorque, a fim de comparecer ao tribunal hoje (20). Acompanhada da cantora, estava Brad, seu namorado. Kesha tirou fotos com alguns fãs presentes e conversou rapidamente com um repórter da TMZ, aonde agradeceu publicamente o apoio de seus fãs. Hoje acontece o julgamento do pedido de liminar da cantora, caso Kesha consiga uma resposta positiva do juri, ela estará autorizada lançar material inédito até que o processo contra Dr. Luke chegue a uma decisão final (prevista para 2016/2017). Confira abaixo fotos e o vídeo legendado:


Post publicado por Samuel D
03.02

Como já havia sido divulgado pelo advogado de Kesha, Dr. Luke processou a cantora, sua mãe (Pebe) e até sua empresária. Porém parece que o processo contra Pebe foi negado pelo júri hoje! Enquanto isso, Kesha espera pela resposta de um pedido de liminar, o qual autorizará ou não a cantora de lançar material novo enquanto o julgamento final de seu caso conta Dr. Luke não chega. O julgamento que revelará a decisão da liminar está marcado para 19 de fevereiro. Confira o tweet de Pebe:

“A ação judicial de Dr. Luke contra mim foi rejeitada por um juiz hoje!! A verdade é algo poderoso!!”


Post publicado por Samuel D
25.01

Infelizmente a sessão judicial (que determinaria se Kesha estaria ou não autorizada a lançar músicas novas enquanto o processo contra Dr. Luke não chega a uma decisão final), até então marcada para dia 26 de Janeiro, foi adiada para dia 19 de Fevereiro. A notícia foi anunciada por Kesha de última hora, através de suas redes sociais. Segundo ela, o tempo ruim impossibilitou a ida de alguém (provavelmente ela, Dr. Luke ou seus advogados) até Nova Iorque, onde será feito o julgamento.

“Eu amo todos vocês. Obrigada pelo apoio. Devido a problemas de viagem pelo tempo ruim [o julgamento] foi adiado para 19 de Fevereiro.”

I love everyone. Thank you for your support. Due to travel problems with the weather it’s been postponed until feb 19

Uma foto publicada por Kesha (@iiswhoiis) em


Post publicado por Samuel D
06.11

Animals, como todos vocês devem estar sabendo, Kesha não está passando por uma situação nada fácil. Após entrar na justiça por ter sido abusada sexualmente e psicologicamente por Dr. Luke, seu produtor musical, a cantora tenta se livrar contratualmente do mesmo. E nós, como fãs, temos o dever de apoiar Kesha, assim como ela sempre nos amou e apoiou durante toda sua carreira. É nossa hora de retribuir. Pedimos a todos que assinem o seguinte abaixo-assinado, o qual foi reconhecido e apoiado pela própria mãe de Kesha, solicitando a liberação contratual de Kesha da Kemosabe Records (gravadora de Dr. Luke):

ABAIXO-ASSINADO AQUI

Dúvidas sobre o processo judicial de Kesha contra Dr. Luke? Acesse nosso FAQ


Post publicado por Samuel D
05.11

Captura de Tela 2015-11-05 às 20.55.36

Como percebemos que muitos estão confusos em relação ao processo judicial de Kesha contra seu produtor musical, Dr. Luke, resolvemos abrir um espaço para responder às dúvidas de vocês. Abaixo você encontra as perguntas mais frequentes e seus esclarecimentos:

  • “A resposta da liminar saiu?”

–  Infelizmente, parece que a liminar foi realmente negada pelo juiz. De qualquer maneira, o juri pediu mais informações sobre as alegações de Kesha, as quais serão averiguadas para a decisão do caso. Ou seja, ao que tudo indica, o julgamento marcado para o dia 18 de maio decidirá se Kesha estará ou não desvinculada de Dr. Luke, contratualmente falando. Vale ressaltar que não se tem informações concretas se esta sessão do dia 18 será a decisão final ou apenas uma das sessões que levarão a decisão final.

  • “Kesha irá lançar música esse ano?”

– Talvez. Kesha não irá lançar nada legalmente até que consiga se livrar de Dr. Luke (contratualmente). 

  • “A liminar foi a resposta final do processo?”

– Não.  A liminar seria uma permissão temporária que permitirá à Kesha lançar material novo enquanto a resposta final do processo não é estabelecida. 

  • “Kesha pode lançar musicas/clipes independentes? ou uma mixtape?”

– Não, questões contratuais a impedem. 

  • “Se a resposta da liminar for positiva, Kesha poderá assinar com outra gravadora ou terá que lançar material independente?”

– Conseguindo a liminar, Kesha estará autorizada a lançar música legalmente até que a resposta final do processo seja revelada. Logo, a cantora estará autorizada a assinar com outras gravadoras. Aliás, já foi revelado que algumas gravadoras só não fecharam contrato com Kesha por medo de interferirem no processo, pois a cantora ainda não tinha conseguido a liminar. 

  • “Se Kesha ganhar o processo, todas as músicas que ela gravou nesse meio tempo serão descartadas?”

– Não, Kesha provavelmente já tem bastante material novo, só está aguardando por uma autorização, no caso a liminar. 

  • “Se Kesha perder, qual será a ‘multa’ que ela terá que pagar para se livrar de Dr. Luke?”

A multa para quebra contratual é um valor [geralmente absurdo] em dinheiro. 

  • “Se Kesha ganhar o processo, qual gravadora irá lançar seu próximo álbum?”

– Com a vitória de Kesha, ela estará livre de seu contrato com Dr. Luke, e, consequentemente, livre da Sony Music. Então poderá assinar com qualquer gravadora que lhe oferecer uma proposta. 

  • “Se o Dr. Luke perder o caso, o que irá acontecer com ele?”

– Ele será indiciado por todas as acusações feitas por Kesha (abuso psicológico, estupro etc.) e poderá pegar um número considerável de anos de prisão. 

  • “Se Kesha perder o Processo, sua carreira realmente acabará?”

– Quando o advogado de Kesha falou isso, ele quis dizer “acabada” no sentido de “esquecida”, e não que Kesha irá sair do mundo da música. No final das contas, isso é uma decisão da própria cantora. 

  • “Mesmo não podendo lançar material novo, ela pode escrever músicas e gravar?”

– Sim. Aliás, Kesha já revelou que esteve compondo bastante, e os trechos de músicas novas que foram vazados recentemente provam que a cantora já esteve em estúdio gravando material de maneira independente, mas isso não significa que ela pode lançá-los. 

AINDA TEM DÚVIDAS? DEIXE NOS COMENTÁRIOS OU NOS MANDE EM NOSSAS REDES SOCIAIS QUE IREMOS ATUALIZANDO O FAQ.


Post publicado por Samuel D
05.11

FA mãe de Kesha, Pebe Sebert, é a única fonte ligada diretamente à cantora que fala abertamente sobre o caso Kesha vs. Dr. Luke em seu Twitter. A própria já havia polemizado ao falar sobre o assunto recentementeHoje, 5, Pebe resolveu relevar mais verdades sobre a situação da filha, e os detalhes são de partir o coração de qualquer fã. Confira:

“Kesha não pode lançar música legalmente a não ser que ela faça isso sob total controle de um homem [Dr. Luke] que a estuprou aos 18 anos.”

“Esse homem [Dr. Luke] avisou que, se ela não fizesse o que ele mandasse, ele iria prendê-la em ações judiciais até que ela estivesse ‘muito velha’ para gravar um álbum.”

“Eu estava lá. Eu ouvi ele dizer isso a ela, depois ele disse que era não era nada sem ele!”

“Sony apoia o estuprador.”

“O estuprador está fazendo exatamente o que ele avisou que faria.”

“E essa é a razão pela qual Kesha não pode dar música nova ao seus adoráveis ANIMALS”


Post publicado por Samuel D
03.11

[ATUALIZAÇÃO 1] Hoje, foram divulgados os documentos oficiais de parte do processo judicial, onde podemos confirmar o que já havia sido dito pelo The Hollywood Reporter essa semana (“Kesha pressiona resposta da liminar para que ela possa gravar um álbum sem Dr. Luke“),  confira abaixo os documentos oficiais:

DocumentosJulgamentoAtualização

[ATUALIZAÇÃO 2] Tabloide japonés publica matéria sobre o caso de Kesha, assim como diversos outros sites estão dando mais visibilidade à situação da cantora!

Captura de Tela 2015-11-03 às 15.59.20

 

 


Post publicado por Samuel D
30.10

A Popstar disse que ela está disposta até a trabalhar com a Sony, a qual ela está processando também por apoiar as atitudes de Dr. Luke

Depois de ter dito à um Juiz de Nova Iorque que sua carreira está em perigo, Kesha Rose Sebert está evoluindo com seus argumentos a favor de sua liminar, para que ela seja permitida de gravar um álbum sem Dr. Luke.

Os dois estão em meio à uma batalha judicial, aonde Kesha alega ter sido vitima de abuso sexual e ele diz que a cantora está tentando extorqui-lo para se livrar do contrato com sua gravadora, a Kemosabe Records label, parte integrante da Sony Music.

Os documentos judiciais revelados em primeira mão pelo The Hollywood Reporter, em Setembro, mostraram a solicitação da liminar. Kesha está apresentando depoimentos de outras pessoas da indústria do entretenimento declarando que as gravadoras tradicionais não estão dando chance a ela no momento – com medo de serem processadas por interferirem no processo.

O que há de novo nos documentos apresentados nessa sexta-feira é Kesha dizendo ao juiz que enviou cartas à Kemosabe e Dr. Luke pedindo para gravar um álbum para a Sony sem ter que trabalhar com ambos.

“As cartas de resposta indicaram que tanto a Sony como Dr. Luke acreditam que as cláusulas de exclusividade permanecem em vigor e eles não concordam com a rejeição da mesma, além disso a Sony, em geral, não irá trabalhar com Kesha ao menos que ela concorde em trabalhar com a Kemosabe e a companhia de Dr. Luke, KMI” – Afirma Mark Geragos, advogado de Kesha.

Em 13 de outubro, um advogado da Sony rejeitou a proposta de Kesha com rigidez, e escreveu que não seria apropriado continuar aderindo ainda mais às alterações de pedidos de Kesha.

Isso foi uma referência ao fato de que Kesha não só estaria tirando proveito de Dr. Luke sobre o alegado abuso, como agora ela estaria processando a Sony, alegando que a ‘gigante da música’ apoiou e comprovou o comportamento de seu produtor, além de colocar artistas do sexo feminino em perigo físico. Sony rebate dizendo que foi “pega no fogo cruzado” e o que Kesha está fazendo equivale a uma “tentativa transparente e equivocada de renegociar seus contratos.”

“Kesha agora enfrenta uma decisão catastrófica: trabalhar com seu suposto agressor… ou esperar, de braços cruzados, a sua carreira desaparecer”, escreve o advogado dela. “Ela está impedida de trabalhar eternamente, porque a vigência de seu contrato exige que ela grave mais três álbuns. Kesha precisa de assistência do Tribunal de Justiça.”

Na época, a questão da liminar tinha sido apresentada pela primeira vez, e um porta-voz do Dr. Luke disse ao The Hollywood Reporter, “Se agora Kesha lamenta por sua carreira estar sendo atolada em processos legais, é inteiramente culpa dela. Foi Kesha quem escolheu iniciar um processo alegando um falso abuso para ganhar vantagem nas negociações do contrato, e agora ela deve aceitar as consequências de seus atos. Enquanto ela continuar mantendo suas falsas alegações de abuso contra Dr. Luke e quebrando seu contrato, ele [Dr. Luke] continuará protegendo sua reputação profissional e pessoal, bem como seus direitos contratuais, no tribunal de justiça. Ele está ansioso para obter sentenças a seu favor.”

Fonte: Billboard/The Hollywood Reporter


Post publicado por Pedro I.
18.06

print

A batalha judicial entre Kesha e Dr. Luke continua e agora o produtor musical acaba de ganhar a ação que Kesha fez sobre abuso sexual contra ele, porém apenas em Nova York.

Em outubro do ano passado, Kesha moveu algumas ações judiciais contra o seu principal produtor e empresário, Dr. Luke, no estado da Califórnia, acusando-o de abuso sexual e outros tópicos. Luke, pouco tempo depois, moveu ações contra a cantora e sua mãe, porém em Nova York.

No primeiro bimestre deste ano, o estado da Califórnia teve que colocar o processo em espera, enquanto aguardavam os resultados das ações que ocorriam em Nova Iorque. Por quê? Em um clausula do contrato de Kesha com a Kemosabe, RCA e Sony, afirmava que qualquer quebra de contrato deveria ser resolvida nos tribunais de Nova York. Neste caso, nenhuma das ações envolviam “quebra de contrato”, muito menos as gravadoras, mas mesmo assim não tinha mais como reverter isso e anular as ações em Nova York.

Tentando evitar este resultado, Kesha afirmou semana passada que a Sony Music também tem sua parte de responsabilidade pelos abusos cometidos por Dr. Luke, mas isso parece não ter feito o efeito desejado pela cantora.

Ao que parece, Kesha está esperando a reabertura das ações movidas em Califórnia para poder apresentar as provas de suas acusações, sendo assim, as ações movidas em Nova York parecem ser de pouca importância para a cantora e seus advogados.

 

FONTE: Billboard


Post publicado por Samuel D
25.05

print

Quinta-Feira, um Juíz se apossou de um pedido vindo do produtor Dr. Luke, para negar ou colocar em espera a ação judicial da cantora alegando que ele drogou e estuprou a cantora de “Tik Tok”.

A Juíza da Corte Superior de Los Angeles, Barbara Scheper, disse que quer ponderar o caso ainda mais e ver uma queixa alterada que os advogados de Kesha dizem que vão apresentar em breve.

Dr. Luke, cujo nome verdadeiro é Lukasz Gottwald, alega que Kesha inventou a história do estupro como parte de um esquema de extorsão para sair de seu contrato de gravação exclusivo.

O advogada de Dr. Luke, Christine Lepera, disse Kesha assinou acordos com Dr. Luke afirmando que quaisquer disputas judiciais seriam decididas em Nova York. Portanto, o caso da Califórnia deve ser negado ou armazenado para que todas as acusações possam ser ouvidas em Nova York, disse ela.

“O que realmente está ocorrendo é um ‘eu quero sair ‘”, Lepera disse em referência a Kesha, a quem a advogada alega ter processado  Dr. Luke como parte de um esforço para ter seu contrato rescindido.

A observação trouxe uma forte reação de advogado principal de Kesha, Mark Geragos. Ele disse que o caso do cantor envolve acusações de abuso sexual que ocorreram na Califórnia, não New York. Ele negou que a ação judicial da sua cliente, apresentada no mesmo dia (em Outubro) que a de Dr. Luke, estava relacionado com a disputa de contrato.

Kesha, 28, apareceu no tribunal hoje, mas não falou durante o processo. Ela se reuniu com Geragos e seus outros advogados no corredor após a audiência.

Lepera e outro advogado de Dr. Luke, Adam Levin, disse que eles estavam “cautelosamente otimistas” que Scheper (Juíza) acabaria por descartar a acusação em nome do seu cliente.


Page 4 of 6« First...23456


Twitter



Facebook



Entre no Estilo