Post publicado por Samuel D
27.02

Ontem (27) de manhã, Kesha foi fotografada andando de bicicleta em LA, a cantora pedalou por Venice Beach, Marina Del Rey e outros bairros da região litorânea da costa leste da California. Aparentemente, a cantora estava acompanhada de dois amigos. Confira fotos:


Post publicado por Samuel D
27.02

Ontem (26), alguns fãs se reuniram em frente a uma unidade da Sony Music em Nova York para protestar a favor de Kesha. Confira fotos do protesto:

CcJzE42UYAAsaEl CcKGYfzUUAAT4RV

 

Em meio a toda essa repercussão, Lady Gaga voltou a citar Kesha mais uma fez nas redes sociais. Confira o tweet:

“#PessoasAcimaDeLucro você pode #LibertarKesha se você #DemitirDrLuke. Faça o que é certo não o que é melhor para os negócios.”

 

 

Lembrando que Kesha e Gaga se aproximaram muito com toda a situação, e inclusive Kesha pode estar relacionada com a performance de Lady Gaga no Oscar, que ocorre amanhã (28). Fique ligado para mais informações!


Post publicado por Pedro I.
25.02

Halsey performou um cover da música “1975”, da banda The Sound, na BBC Radio 1, uma das rádios mais populares da Inglaterra, e aproveitou a oportunidade para emendar um trecho da música “Die Young”. Confira a partir dos 2’10”:

Após a confirmação de que Kesha teve seu pedido de liminar negado, a hashtag #FreeKesha repercutiu de uma maneira grandiosa nas redes sociais, e Halsey tambérm mostrou seu apoio com a seguinte mensagem: “Enojada por alguém em posição de poder, abusando de sua autoridade. Meu coração parte pela kesha e por todas as pessoas afetadas por essa toxina. Eu nem sei o que eu faria… Eu só espero que ela encontre paz e um jeito de continuar se expressando sem medo.”


Post publicado por Natália H.
25.02

Após publicar uma foto com Kesha em seu Instagram, a cantora Lady Gaga respondeu alguns comentários saindo em defesa de Kesha. Confira:

“@tropicarly essa é a parte mais desapontante para mim. Essa, a razão por qual as mulheres não se manifestam por anos é o medo de que ninguém irá acreditar nelas ou o seu abusador ameaçou a suas vida ou a vida de seus entes queridos a fim de deixar a vítima quieta e sob o seu controle. O que aconteceu com a Kesha aconteceu com muitas artistas incluindo eu mesma e isso irá afetar ela pro resto de sua vida. Ninguém precisa validar a Kesha. Por que a vítima sempre é a “mentirosa” e por que deixamos pessoas em uma posição de poder se safar por se comportar de maneira desumana? Esses caras se escondem atrás do sistema legal e é o comportamento litigioso que precisamente o que eles usam para estuprar essas garotas. “Me dê o que eu quero senão eu irei atrás de você” e eles terão o dinheiro e recursos para fazer isso.”

12141512_10206812479683169_7564541520996803974_n

“@psychoticxkriss ela está me curando, sério. A bravura dela é espantosa e algo que até hoje eu nunca fiz. Ela será a razão que tudo mudará para as mulheres nessa indústria, ela deveria ser recompensada por ser tão forte e não punida e ficar aprisionada. E você adiciona que essas pessoas que não estão a protegendo estão ganhando dinheiro dela enquanto ela sofre. Por quê?”

 “@ginamartini exatamente. As pessoas não percebem o quão doloroso esse momento é para ela. Encarar isso, para muitos, é a parte mais difícil.”

 

993554_10206812479443163_3320567726513360355_n

 

 


Post publicado por Natália H.
25.02

Kesha e a banda “The Flaming Lips” trabalharam juntos no passado em um projeto chamado “Lip$ha”, um álbum conjunto que deveria ter chegado aos nossos ouvidos lá em 2012, porém devido a sonoridade não usual, a gravadora acabou empacando o álbum. O único resquício que temos é a faixa “2012”, que entrou para a tracklist de um álbum da banda.

O fato é que, ontem, Wayne anunciou via Instagram que vai contactar a Kesha para conversar sobre a possibilidade de vazar algo do “Lip$ha”, nem que seja uma faixa. Aguardamos ansiosamente esse acontecimento!


Post publicado por Samuel D
24.02

Ao ganhar o prêmio de Melhor Artista Feminina Britânica, Adele subiu ao palco para agradecer a escolha do público e reservou alguns segundos para apoiar Kesha. Confira vídeo do momento:

“Eu gostaria de usar esse momento para apoiar publicamente a Kesha”


Post publicado por Samuel D
24.02

Assista “Hollywood Game Night”, com participação de Kesha ao vivo! Clique AQUI.

[ATUALIZADO] O programa acabou 23h (horário de Brasília). Em breve disponibilizaremos players online.


Post publicado por Samuel D
24.02

Quase 5 dias após o julgamento de seu pedido de liminar, Kesha se pronunciou pela primeira vez publicamente. Enquanto a cantora esteve ausente, inúmeros artistas demonstraram apoio a ela nas redes sociais, sem contar da hashtag #FreeKesha, que bateu 1 milhão de menções apenas na sexta-feira. Através de uma foto em seu instagram, Kesha agradeceu pelo apoio recebido e aproveitou a oportunidade para avisar que em breve teremos uma declaração grande demais para ser feita via Instagram. Confira:

“Estou sem palavras para expressar minha gratidão. Abrigada não é o suficiente, mas é tudo o que tenho. Um milhão de vezes obrigada para sempre. O apoio que recebi deixou meu rosto inchado de lágrimas. Eu amo muito todos vocês. Uma declaração muito grande para este formato está vindo ..” 


Post publicado por Samuel D
23.02

Lena Dunham chamou atenção ao falar sobre o que acha da situação de Kesha, a atriz não se contentou com os 140 caracteres do Twitter e resolveu redigir um texto expondo sua insatisfação com fato de estarem favorecendo Dr. Luke no tribunal. Confira o texto sintetizado:

Quando eu vi o resultado do caso de Kesha na última sexta me senti enjoada. Literalmente enjoada – Quis pedir para meu motorista do Uber parar para que eu pudesse vomitar em uma lata de lixo de Nova Iorque. As fotos de seu lindo rosto cheio de lágrimas, o uso necessário porém repugnante da palavra “alegação” em relação a algo que ela diz se lembrar claramente –  isso tudo resultou num tipo especial de enjoo, o que vem quando acontecimentos públicos se cruzam com seus mais privados traumas. […] Sony poderia deixa essa situação passar reto, mas em vez disso a empresa escolheu se envolver em uma longa batalha judicial para proteger a participação de Luke no futuro de Kesha. Embora a empresa insiste que Kesha e Gottwald nunca precisarão estar juntos em uma sala e que ele permitirá Kesha gravar sem o seu envolvimento direto, eles estão minimizando o que Kesha diz a respeito de que o envolvimento de Luke em sua carreira vai afetar seu bem-estar físico e sua segurança psicológica. […] A juíza Shirley argumentou que não seria apropriado “quebrar um contrato que foi fortemente negociado.” Adivinha o que mais é fortemente negociado? Um contrato humano, que diz que não vai haver agressão um ao outro fisicamente e verbalmente! […] Por exemplo: 19 estados na América ainda permitem estupradores a ter direitos parentais sobre crianças concebidas através do estupro, levando a mulher (e seus filhos) a ataques por toda a vida, um inimaginável ciclo de revitimização. Mas isso é real. O mesmo homem que abusou violentamente de você pode ter o direito de ninar o bebê que resultou desse abuso. Uma grande parte do argumento de Kesha está na afirmação de seu advogado, que Gottwald, enfurecido pelas alegações de abuso sexual, faria esforço para enterrar os próximos álbuns de Kesha, impedindo-a sobre ganho publicitário e mais tarde lucrar em cima de seu trabalho. Esse tipo de controle é um pilar do abuso doméstico, e é muito comum: de acordo com a Rede Nacional para Acabar a Violência Doméstica, abuso financial está em 98% dos casos de relacionamentos abusivos. Quando uma mulher não está no controle de seu destino financial, porque o marido é “chefe de família” ou porque ele toma as decisões por toda a família, o mundo dela fica minúsculo. Seus recursos evaporam. O medo domina. Essa não é a única forma que laços legais fazem impossível uma mulher escapar de seu abusador. Alguém que eu amo muito estava presa numa batalha de anos para permitir-se mudar junto com sua filha pequena para onde seu negócio bem-sucedido estava e para longe de seu abusador. Se ele não pode te controlar diretamente, ele fará de tudo para ter certeza que suas escolhas são na verdade as escolhas dele. Em alguns casos, vitimas de violência domestica podem até ser despejadas de casa por ter chamado a policia para seus abusadores. Isso acontece com mais frequência com mulheres pobres, por isso 20% de moradoras de rua dizem que estão nas ruas por causa de seus parceiros abusivos. Essas mulheres merecem o melhor. Elas não escolhem ter sua reputação manchada e seu caráter questionado como uma tática de conseguir o que querem. E se a gente perceber que a mulher que busca ajuda tem tudo para perder, não importa se elas são estrelas do pop ou mães solteiras? […] O fato é que Kesha nunca vai ter uma atestado de um médico. Ela nunca terá um video que nos mostre que Gottwald a ameaçou e a humilhou, e ela nunca poderá provar, além do poder do testinhmuo dela, que ela está insegura trabalhando com esse homem. E não, nada disso estava no contrato dela. Mas que homem, que companhia se esforça para manter uma mulher selada com alguém que ela diz ter causado anos de trauma, vergonha e medo? Lutando essa luta publicamente e no sistema legal já mudou o curso e sentido da carreira dela para sempre. A falta de perspectiva da parte da Sony – a inabilidade de ver o valor dos discos de platina de uma mulher versus o valor da alma dela estar intacta – é horrível. O clamor público sobre o caso da Kesha tem video realmente animador: o tanto de choque e indignação dos fãs e performers. Não foi há muito tempo que mulheres no olho público não tinham uma coleira larga o bastante para dar apoio uma a outra, por medo de perder tudo que elas trabalharam tanto para criar. Ao invés disso, elas assistiram silenciosamente nas suas televisões, esperando que não fossem ser as próximas. Esses dias acabaram. Eles chegaram ao fim. Nós não estamos mais com medo de perder o que trabalhamos por, de de ser rotuladacomo histérica ou difícil, de ser visadas e silenciadas por homens no poder. As mulheres da indústria musical falando sobre Kesha são a prova. E as palavras delas irão repercutir, inspirando as mulheres jovens as assistindo por dicas da boa vida de se manifestar também. Em breve, ninguém irá aceitar humilhação e medo como eram antes. E então, enquanto Kesha está silenciada indefinidamente, sua voz nunca foi tão alta.”

Não demorou muito até que a mensagem chegasse a Anne Hathaway, que abraçou o movimento #FreeKesha e usou seu facebook para compartilhar o texto:

“Eu apoio a Kesha. Se você não estives familiarizado com o caso, Lena Dunham fez um brilhante trabalho essa semana no Lenny [site de entretenimento] explicando o pesadelo no qual Kesha se encontra. A situação de Kesha é apenas um de muitos exemplos de como o sistema judicial desse país deixa de proteger as vítimas de violência doméstica e de violência sexual, dos quais a grande maioria são mulheres. Por favor, compartilhe e acrescente sua voz e seu apoio! #FreeKesha”

I stand with Kesha. If you are unfamiliar with the case, Lena Dunham does a brilliant job in this week’s Lenny…

Publicado por Anne Hathaway em Terça, 23 de fevereiro de 2016


Post publicado por Samuel D
23.02

Segundo uma matéria divulgada pelo The Hollywood Reporter, o movimento #FreeKesha, o qual chamou a atenção de diversas celebridades e bases de fãs, trouxe um grande numero de apoiadores a Kesha nas redes sociais. Com isso, advogados do mundo da música estão divididos em como isso pode afetar no caso Kesha vs. Luke.

“Tudo tem um preço”, disse o advogado James Sammataro. “Há provavelmente um número a ser atingido no qual a Sony – ao se sentir sensível pelo grande potencial de um apoio crescente à Kesha em mídias sociais –  iria considerar liberar Kesha contratualmente.” 

Por outro lado, se Kesha ganhar permissão para ignorar seus contratos de exclusividade com a Kemosabe sem ser punida por isso, a credibilidade da Sony pode ser afetada,  diz o mesmo advogado. Além do mais, outros artistas poderiam tentar ignorar seus contratos também. Outro contra seria perder uma celebridade nível alto de talento como Kesha para outra gravadora concorrente, diz Sammataro, um advogado que não está envolvido no processo.

Favorável a liberação de Kesha, soma-se a má reputação que a gravadora está ganhando com toda a repercussão do caso. Isso poderá contribuir para que artistas deixem de assinar com a Sony no futuro, diz Mark Passin, que ainda acrescentou que casos assim raramente vão para julgamento e geralmente são resolvidos após uma audiência liminar, como a realizada sexta-feira. Passin ainda releva que a Sony talvez tente negociar com Kesha, reduzindo o número de álbuns que ela terá de gravar com o selo (atualmente são 6), em troca de um pagamento adiantado e/ou royalties em álbuns futuros com a gravadora que Kesha assinar em seguida.

“Nós vimos o poder que a Taylor Swift tem na indústria da música”, disse Sammataro. “Ela tem uma legião de fãs enorme e que pode mobilizar”.

Há esse ponto, mesmo que Dr. Luke esteja para vencer a batalha legal, o dano à sua carreira e reputação podem ser irreparáveis. Nesta segunda, Dr. Luke se defendeu pela sua conta no Twitter, dizendo que nunca teve alguma relação sexual com a Kesha e questionando o porquê de as pessoas estarem o acusando sem provas.

“Ele vai perder tudo o que ele tem para tentar limpar seu nome. Ele deveria se comprometer com isso? Eu acho que sim, mas ele vai acabar afundando junto com o navio. – Diz Dina LaPolt.

O advogado Mark Passin, que já trabalha nesse ramo da música há mais de 30 anos, disse que antigamente era mais comum os artistas pulares as “cercas” dos contratos;

“Você não vê mais isso atualmente. Nesta situação, espero que eles possam formar uma solução econômica que permitirá a todos continuarem com sua carreira.” – Passin

Sammataro diz que Kesha e Sony precisam resolver uma maneira de trabalhar dentro dos limites do acordo existente, permitindo Kesha gravar música para seus fãs em um ambiente seguro e protegido.

Deixar Kesha livre de Dr. Luke é “claramente o certo a se fazer, visto de uma perspectiva de relações públicas”, disse Sammataro; mas a partir de uma perspectiva criativa, existe um risco para a Sony. “Tudo o que sei é que ela tem sido bem sucedida com Dr. Luke”, disse ele.

Já outro advogada, Dina LaPolt, espera que Sony corte laços com Luke:

“Eu não ficaria surpresa se em algumas semanas Sony anunciasse que Luke se separou da gravadora”, disse ela.

Fonte: THR


Page 4 of 8« First...23456...Last »


Twitter



Facebook