Noticias | Kesha Brasil | Page 20
Post publicado por Samuel D
17.05

Kesha havia sido autorizada a performar no Billboard Music Awards, porém a gravadora de Dr. Luke retirou a autorização após rumores de que Kesha iria expor a imagem do produtor como estuprador em sua performance.

O fato é que os rumores em questão eram completamente falsos, e o intuito de Kesha era realizar um tributo a Bob Dylan, com um cover de “It ain’t me, babe”. Confira o que a cantora publicou em seu Instagram:

“Eu estava muito animada para fazer uma homenagem a Bob Dylan, cantando um cover de “It ain’t me, babe” no Billboard Awards deste ano. Estou muito triste e lamento dizer que não serei autorizada a fazer isso. Eu só queria deixar bem claro que esta performance seria sobre mim honrando um dos meus compositores favoritos de todos os tempos, e nunca teve nada a ver com Dr. Luke. Eu nunca ia usar uma foto dele, falar dele ou aludir minha situação judicial de qualquer forma. Eu simplesmente queria cantar uma música que eu amo para homenagear um artista que eu sempre acompanhei. Obrigada a todos pelo apoio contínuo.”

I was very excited to perform a tribute to Bob Dylan by singing a cover of “It ain’t me, babe” at the Billboard awards this year. I’m very sad and sorry to say I won’t be allowed to do this. I just wanted to make very clear that this performance was about me honoring one of my favorite songwriters of all time and has never had anything at all to do with Dr. Luke. I was never going to use a picture of him, speak of him or allude to my legal situation in any way. I simply wanted to sing a song I love to honor an artist I have always looked up to. thank u all for the continued support.

Uma foto publicada por Kesha (@iiswhoiis) em

 


Post publicado por Samuel D
17.05

Kesha havia sido convidada para performar na premiação e aceitou, recebendo inclusive uma autorização por escrito da Kemosabe Records (gravadora de Dr. Luke). Porém, dia 11 de maio, a gravadora voltou atrás e rescindiu a aprovação! Infelizmente, Kesha não poderá realizar sua performance sem o consentimento da gravadora.

Entretanto, a empresa responsável pelas performances, Dick Clark Productions,  permanece com esperanças de que Kesha e a gravadora entrarão em um acordo até domingo (dia da premiação).

Confira a notícia emitida pela Billboard:

Depois de uma semana de rumores de que Kesha se apresentaria no BBMAs nesse domingo (22 de maio), a Dick Clark Productions anunciou em uma declaração hoje (17 de maio) que a pop star não será, a partir de agora, autorizada a performar no show. E a Kemosabe Records, gravadora do Dr. Luke, está envolvida.

“Kesha aceitou um convite para se apresentar no show e recebeu aprovação escrita da gravadora de Dr. Luke, a Kemosabe Records,” Dick Clark Productions disse em uma declaração. “Kemosabe subsequentemente anulou a sua aprovação seguindo um relatório emitido na midia na quarta-feira (11 de maio) em relação a aparição de Kesha no BBMAs. Infelizmente, Kesha e Kemosabe não conseguiram entrar em um acordo para Kesha se apresentar no evento.”

Nenhum outro detalhe do desacordo foram fornecidos. a Billboard entrou em contato com os representantes para mais comentários. Mesmo assim, Dick Clark Productions continua esperançõsa de que Kesha e Kemosabe conseguirão um acordo antes de 22 de maio. “Dick Clark Productions tem um longo relacionamento com Kesha. Nós esperamos que as duas partes possam chegar a um acordo para que possamos continuar esse longo relacionamento com a performance de Kesha no palco do BBMA dia 22 de maio.”


Post publicado por Samuel D
16.05

Enquanto a batalha legal entre Kesha e Dr. Luke (Lukasz Gottwald) continua em Nova York, outro processo aberto na California foi colocado em espera – mas os advogados de Kesha querem mudar isso. – Esse processo em pausa foi feito por Kesha no começo da batalha judicial com Luke, porém os processos de Nova York ganharam prioridade, por ser esse o estado estabelecido em contrato como padrão para disputas legais entre o produtor e a cantora.

Em conferência de status ocorrida nessa segunda-feira (11), a juiza e os advogados de Luke foram surpreendidos ao ouvir os planos da equipe judicial de Kesha, que querem dar continuidade as reivindicações da cantora preenchidas na Suprema Corte de Los Angeles.

A Juíza, entretanto, disse que ela pretendia negar o apelo, uma vez que várias reivindicações já foram discutidas em Nova York e uma cláusula no contrato entre Kesha e Luke define Nova York como o local para disputas legais.

O advogada de Lukas Gottwald, Christine Lepera, disse ao tribunal que não estava sabendo do interesse em dar continuidade ao processo da California e também era favorável a dispensar o pedido dos advogados de Kesha.

Os advogados de Kesha não haviam apresentado um relatório de status antes da audiência de hoje, e a juíza disse estar desapontada por nem ela, nem o time de Luke terem sido informados de que isso iria acontecer.

“Se você apresentar os mesmos argumentos a mim, isso não será bem recebido”, disse a juíza.

A próxima conferência de status está prevista para 15 de Julho.

Fonte: THR


Post publicado por Samuel D
15.05

Em uma entrevista para a Georgie Magazine, Tinashe, mesmo sendo contratada da Sony, não hesitou em apoiar Kesha em sua situação atual. Confira o trecho traduzido da matéria:

Criatividade e conforto aparentemente caminham lado a lado para Tinashe, mas essa combinação não é uma opção para todos, como visto nas recentes notícias do mundo da música. “Free Kesha!”, publicou Tinashe em sua conta no Periscope, pouco depois que sua companheira de gravadora, Kesha, teve seu pedido de liminar negado para rescindir seu contrato com seu suposto agressor Dr. Luke, um produtor que Tinashe também já trabalhou no passado. “Eu não sei exatamente os detalhes sobre o que aconteceu com o caso, mas como uma mensagem geral, acho que as mulheres devem apoiar umas as outras – você tem que defender suas meninas”, afirma Tinashe. “Esse é o problema dos negócios e contratos, quando as pessoas são obrigadas a trabalhar com outras as quais elas simplesmente e honestamente não sentem que podem trabalhar e serem criativas, isso é muito, muito limitador e é um saco. Só espero que ela ainda seja capaz de se expressar como uma artista, porque essa é a coisa mais importante.”

Fonte: Georgie Magazine


Post publicado por Samuel D
14.05

Na útima quarta-feira (11) foi ao ar o 19º episódio da quarta temporada de Nashville, que contou com a participação especial de Kesha e Derek Hough. Abaixo você confere a cena de Kesha legendada e links para baixar o episódio completo:

DOWNLOAD EPISÓDIO (em inglês) | TORRENT:

720p | 1080p

LEGENDA:

Português BR


Post publicado por Samuel D
14.05

Há algumas semanas atrás, Kesha registrou uma nova música no BMI (site que registra os direitos autorais de músicas e seus cantores, compositores e produtores), chamada ‘Buried Alive’. E, segundo Austin, fã norte-americano conhecido por ter contato direto com Kesha e sempre divulgar informações em primeira mão via Twitter, essa foi a música escolhida por Kesha para sua performance no Billboard Music Awards 2016!

A premiação acontece no próximo dia 22.

Caso a informação seja realmente verídica (e tem tudo para ser) essa será a primeira vez que veremos Kesha performando uma música 100% nova desde 2013 (considerando que ‘True Colors’ é uma regravação)! Estão ansiosos?

>> Saiba mais sobre ‘Buried Alive


Post publicado por Pedro I.
14.05

Kesha, considerada uma das maiores artistas que apoia a comunidade LGBT, tem show marcado para a parada gay One Magic Weekend, 04.06, no parque Disney’s Hollywood Studios.

A One Magic Weekend acontece nas noites de 3, 4 e 5 de junho, dentro do complexo Walt Disney World Resort, na Flórida, tanto nos resorts, como nos parques do complexo também. O evento ainda conta com DJs, shows de Drag Queens, show de efeitos visuais especiais e as atrações que já fazem parte dos parques.

O evento ocorre das 19 horas do sábado até as 2 horas da manhã de domingo. Os ingressos custam a partir de US$110,00 e a entrada é permitida apenas para maiores de 18 anos.

FONTE: One Magical Weekend

 


Post publicado por Samuel D
13.05

A Forbes publicou um artigo sobre o desempenho comercial de ‘True Colors’ e como isso não afeta o que a música representa de modo geral. Vale a pena ler, confira abaixo a matéria traduzida:

Faz um tempo desde que o mundo ouviu a voz de Kesha de maneira apropriada, e é realmente maravilhoso tê-la de volta, não importa o que ela está cantando.

Esta semana o novo single de Kesha, “True Colors” , finalmente apareceu no Hot 100, estreando na posição 74. A faixa, que é uma colaboração com o DJ de EDM favorito do momento, Zedd, apareceu na internet nos últimos dias de abril, e, enquanto teve um forte desempenho inicial nas paradas de eletrônicas, não parecia que a música iria fazer barulho nos rankings mais tendenciosos. Agora que começou a crescer, não há como prever o quão longe a canção pode subir.

“True Colors” pode ter tido um início lento, mas isso realmente não importa. De fato, seria ótimo ver a cantora pop de volta ao topo das paradas, mas eu não acredito que os grandes números de vendas ou presença no Top 10 seja o necessário para definir essa música como um sucesso ou não. Mas, só o fato de apoia-la e ouvi-la fazer o que ama é incrível, e o mundo deveria comemorar seu retorno, mesmo que o single esteja mais ou menos em termos críticos. Sua mera presença está se engrandecendo, e isso é maior do que qualquer canção.

Por um longo tempo, nos pareceu que a carreira musical de Kesha estaria acabada, pelo menos para um futuro breve. No início deste ano, a cantora recorreu aos tribunais para permitir que ela gravasse e lançasse música, alegando que todo o tempo gasto fora dos holofotes estava causando danos irreparáveis à sua carreira. E essa afirmação não é errada, já que a música pop se move rapidamente, e até mesmo não ter suas músicas tocadas no rádio por um curto período pode ferir as trajetórias e o impulso da maioria dos artistas, que trabalham incrivelmente duro para construir suas carreiras. Mas, ela não ganhar sua liminar, o que significa que Dr. Luke e sua gravadora podem, tecnicamente, impedi-la de lançar a música para sempre.

“True Colors” marca a primeira aparição de Kesha no Hot 100 depois de dois anos, desde seu lugar de destaque pelo hit “Timber”, do Pitbull, o qual lhe rendeu um terceiro número um. A gravação teve o seu pontapé inicial quando Zedd estendeu a mão para Kesha publicamente via Twitter e lhe disse que gostaria de fazer música com ela, apesar de suas complicações legais. Os dois acabaram se reunindo para trabalhar em algo e ainda performaram a música durante o set de Zedd no Coachella, o que rendeu bastante publicidade.

Artigo original: Forbes


Post publicado por Samuel D
12.05

Hoje, o site Page Six divulgou que Dr. Luke está solicitando que Kesha apresente atestados médicos que provem a acusação de estupro por parte da cantora.

Lukasz Gottwald, disse em uma nova ação judicial preenchida em Manhattan que a cantora não apresentou nenhum documento terapêutico quando o acusou de trauma físico, emocional e sexual.

Os advogados de Kesha contrariaram a ação do produtor nessa última terça-feira (10) , alegando que a cantora tem o direito de fazê-lo, pois as consultas terapêuticas guardam os pensamentos e sentimentos mais íntimos de uma pessoa, que devem ser protegidos. Eles também disseram que se os registros de Kesha forem liberados, sessões de terapia privadas de outros vítimas de estupro também poderão ser divulgadas, o que é ilegal.

Há um tempo atrás, após favorecer Sony/Dr. Luke no tribunal e afirmar que Kesha não tinha evidências suficientes para provar que realmente sofreu abusos sexuais do produtor, a juíza responsável pelo julgamento já havia solicitado um laudo médico que provasse a acusação de estupro.

Segundo os documentos do caso, Kesha afirma que, após ser drogada pelo produtor, ela acordou nua em seu quarto de hotel, ligando imediatamente a sua mãe (Pebe) para denunciar o ocorrido. Durante a ligação, Kesha também teria afirmado a Pebe que necessitava ir ao pronto socorro, porém não se tem informações se Kesha realmente passou por um médico depois de ser abusada pelo produtor.

Fonte: Page Six

 


Post publicado por Samuel D
12.05

Ontem (11) o site americano TMZ anunciou que Kesha irá se apresentar na edição desse ano do Billboard Music Awards, e, ainda segundo o tablóide, a cantora iria fazer referências diretas a Dr. Luke em sua apresentação, podendo até usar imagens do produtor.

Apesar do TMZ não ser a fonte mais confiável, eles foram os responsáveis por anunciar a performance de Kesha ao lado de Zedd no Coachella desse ano. Além do mais, outros sites reproduziram a notícia, confirmando que Kesha irá realmente se apresentar na premiação. O que ainda se é incerto é a exposição a Dr. Luke, visto que Kesha poderia entrar em maiores problemas judiciais ao expor a imagem do produtor em rede nacional. Mas, nada impede que a cantora faça referencias a ele, de maneira mais discreta.

Em meio a toda essa especulação, o twitter oficial do documentário The Hunting Ground, que trata sobre agressão sexual em universidades norte-americanas e inclusive tem ‘Til It Happens To You’ na trilha sonora, publicou a seguinte mensagem:

“Fique atento, Dr. Luke: Kesha está vindo atrás de você dia 22 de maio no Billboard Music Awards, e ela tem Lady Gaga como apoio”

Com isso, especúla-se que Lady Gaga irá se juntar a Kesha no palco da premiação para um dueto da canção ‘Til It Happens To You’. O que você acha? Não vamos mentir, adoramos.

 


Page 20 of 43« First...10...1819202122...3040...Last »


Twitter



Facebook



Entre no Estilo