Noticias | Kesha Brasil | Page 35
Post publicado por Samuel D
18.10

O Kesha Brasil se uniu com o produtor de Mashups Bruno Aguiar (BrunoAN) para trazer a vocês algo inédito, daí a idéia de produzir um album inteirinho de mashups. Abaixo você confere a artwork e tracklist do material:

mashhh

  1. 1. Warrior B.E.A.T.
  2. 2. Take Venus Off
  3. 3. (Drop That) Blah Blah Blah
  4. 4. Sleazy Birthday
  5. 5. Supernatural Showers
  6. 6. Animal Preacher
  7. 7. Still Kiss N’ Tell
  8. 8. Hush Hush/S&M
  9. 9. Am I Living For Your Love?
  10. 10. We R Breaking Your Heart
[BÔNUS]
  1. 11. Boots & Boys Boys Boy
  2. 12. Blind Lights
  3. 13. Dancing With Wrecking Tears In My Eyes

DOWNLOAD

STREAMING

  • Ouça o projeto pelo player abaixo:

Get more BrunoAN Mashups remixes at Legitmix


Post publicado por Samuel D
15.10

Hoje a suposta confirmação de Kesha no line-up do Rock In Rio Lisboa 2016 animou os fãs, mas, afinal, a informação é realmente verídica? A verdade é que a line-up do festival ainda não foi divulgada (e nem tem data para ser), o que estão circulando são apenas RUMORES que começaram a ganhar força com o tweet abaixo:

Segundo o usuário, ele foi o responsável por anunciar a vinda de Rihanna e Sam Smith para a versão nacional do festival antes mesmo da própria produção do evento. O que nos resta é esperar para ver se a informação procede ou não.


Post publicado por Samuel D
12.10

promo   Este post será dedicado a participação de Kesha na segunda temporada da série “Jane The Virgin”. Dessa vez, Kesha não irá interpretar a si mesma (diferente de sua participação em “Victorious”) , e sim uma personagem chamada Annabelle, que é uma cantora de rock e se tornará vizinha da personagem principal, Jane. Não se foi confirmado se Kesha aparecerá em mais de um episódio, porém, a estréia da cantora está confirmada para o segundo episódio.

  • Episódio 2 (com participação de Kesha): 19 de Outubro
  • Horário: 23h (horário de Brasília) *Considerando o horário de verão

ASSISTA “JANE THE VIRGIN” ATRAVÉS DO PLAYER ABAIXO: 

Clique aqui e selecione “Stream 3”


Perdeu a transmissão ou quer ver de novo? DOWNLOAD DISPONÍVEL AQUI

 


Post publicado por Samuel D
05.10

keha-e-pebe-sebert

A mãe de Kesha, Pebe Sebert, é a uma das únicas fontes concretas que temos próximas a própria Kesha, e, que de vez em quando, vem ao público falar sobre detalhes do processo envolvendo Kesha e seu produtor. Confira abaixo o que Pebe publicou:

  • “Todas as alegações contra Dr. Luke são verdadeiras, Animals”
  • “Onde estão todas as pessoas que viram o que estava acontecendo? Eles com certeza estavam lá quando eles conseguiam dinheiro com ela [Kesha]!”
  •   “Onde estão todos os outros artistas que sabiam a verdade, de suas próprias experiências?”
  • “Covardes”

  •  “A paixão de Kesha foi tirada dela. Você poderia ajudar. Você sabe quem é. Mas o que é preciso para você fazer ‘A COISA CERTA'”?

  • “Vocês poderiam fazer protestos pela liberdade da Kesha em frente aos prédios da Sony em Nova Iorque, Japão, Alemanha, etc!”
  • “Vocês tem que se organizar pessoal! Escolham dias, façam cartazes, liguem para os noticiários locais”

 


Post publicado por Samuel D
01.10

Kesha marcou presença no evento comemorativo ao aniversário de 35 anos da organização não governamental PETAPeople for the Ethical Treatment of Animals, que luta pelo direito dos animais. O evento aconteceu em Los Angeles na noite de ontem (30). Kesha passou pelo tapete vermelho e posou ao lado de Geezer Butler (músico), Pamela Anderson (atriz), Rob Zombie (músico) e Diane Warren (compositora). Confira fotos e vídeos:




Post publicado por Samuel D
30.09

Kesha foi clicada recentemente na ilha do Havaí, com uma equipe de filmagem. Muitos sites divulgaram o flagra como uma suposta sessão de fotos, porém podemos perceber câmeras de vídeo nas imagens, além de Kesha estar aparentemente arrumando um microfone em sua roupa. A finalidade do projeto ainda não foi divulgada. Enquanto isso, tire suas próprias conclusões:


Post publicado por Samuel D
29.09

Ontem (28) Kesha compareceu ao evento beneficente “Concert For Our Oceans”, cujo principal objetivo é arrecadar fundos para proteção dos oceanos e as vidas animais que o habitam. A cerimônia aconteceu em Los Angeles, no bairro de Beverly Hills, e teve Seth MacFarlane como anfitrião. Em um determinado momento, Kesha chegou a subir ao palco para cantar “God Only Knows” da banda “The Beach Boys”. Confira fotos e vídeo da cantora no evento:



Post publicado por Samuel D
28.09

lista10ndo

Desde sua estréia na indústria musical, Kesha veio consolidando sua imagem artística como a de uma garota festeira que só pensa em diversão e não liga para nada nem ninguém. Mas este lado bagunçado e descomprometido é apenas um de muitos, e isso as pessoas infelizmente desconhecem e acabam se esquecendo de que Kesha é gente como a gente, que também sofre de amor, tem nostalgia do passado e se impõe por aquilo que acredita. De todos os singles oficiais extraídos de seus últimos trabalhos, nenhum deles reflete esse lado inexplorado comercialmente, e essa matéria irá listar 10 músicas da cantora que tinham tudo para terem sido singles, e dos bons, mas por motivos maiores, nunca chegaram até as rádios. Confira nosso raking:

10°. Kiss N’ Tell

A quarta faixa do álbum “Animal” é uma canção dance-pop escrita por Kesha ao lado de Lukasz Gottwald e Max Martin. No enredo da música, a cantora descobre uma traição por parte de seu namorado, mas, ao invés de ficar na pior, resolve mesmo é ligar o f*da-se e ainda deixar bem claro que pode encontrar alguém melhor, com, digamos… ‘atributos maiores’. A faixa é bem divertida, pop e radiofônica, com sintetizadores marcantes e vocais auto-tunados (duas principais características de seu álbum de estréia) que combinam perfeitamente.

Never thought that you would be the one, acting like a slut when I was gone. Maybe you shouldn’t kiss ‘n’ tell

9°. Cannibal

A faixa-título do primeiro EP de Kesha faz jus ao nome que tem. Na canção, a cantora encarna uma canibal e narra os episódios de sua caça por sangue humano. “Cannibal” consegue atingir o equilíbrio entre dançante e fúnebre. A bridge da canção merece destaque: Kesha ecoa uma sequencia de gritos que vão se intensificando gradativamente até encontrarem com último refrão, dando a música mais força e intensidade. – UAU! Vale ressaltar que, mesmo não sendo single oficial, a canção alcançou #77 no Hot 100!

8°. Out Alive

Retomando a vibe festeira! Em “Out Alive” Kesha só quer aproveitar o máximo que puder, afinal, ninguém é imortal. Com batidas eletrônicas presentes em todo o instrumental, a canção é uma das melhores eletro-pop de Kesha. Se, segundo o Popcrush, “Out Alive” é uma mistura que deu certo entre “Die Young” e “Blow”, porquê duvidar de uma fusão de dois grandes singles de Kesha? Nunca saberemos. A única coisa de que temos certeza é de que “Out Alive” tinha tudo para ser um sucesso.

All the gold on earth, it won’t buy time. So we might as well give up the fight, live it up tonight. 

7°. Only Wanna Dance With You

Com os solos de guitarra e batidas extremamente dançantes do inicio ao fim da música, “Only Wanna Dance With You” representa o rock dos Anos 70 da forma mais icônica possível. A canção pode ser perfeitamente trilha sonora qualquer filme sobre romance entre jovens, que é também o que a cantora apresenta na letra, dizendo ter encontrado uma paixão “por acidente” e que a situação é irreversível. A canção, que pode parecer para muitos fraca e artificial, é, na verdade, uma das mais fortes do Warrior e da carreira da cantora também. Quando vazada a demo da canção, muitos meses antes do lançamento do “Warrior”, a música já tinha previsão de ser single, confirmando que ela tem um alto potencial para estar nas rádios. Mas, como nem tudo são flores, “Only Wanna Dance With You” não passou da faixa nove do “Warrior”.

6°. Blind

Foram necessárias quase 10 faixas anteriores para Kesha nos mostrar seu lado coração partido em seu primeiro álbum de estúdio. Em “Blind”, a cantora está sofrendo por um cara que, segundo a cantora, conseguiu o melhor dela e depois foi dormir com a inimiga (xiii). Com um instrumental melancólico e vocais do mesmo nível, Kesha consegue transparecer 100% a mensagem da canção.”Você deve ser cego se não consegue ver que vai sentir minha falta até o dia em que você morrer”. “Blind” é de fato um acerto e tanto, mas, para nossa tristeza, nunca chegou ás rádios (claramente o responsável por não tornar essa música single deve ser surdo).

5°. Dancing With Tears In My Eyes

E Kesha está na bad outra vez. Dessa ver a música consegue ser tão poderosa ao ponto de nos arrastar pro fundo do poço junto com a interprete. A música fala sobre um relacionamento mal sucedido, e desta vez Kesha não está lidando nada bem com a situação. Ao contrário de “Blind”, onde a cantora ainda esbanjava o que havia sobrado de seu orgulho, em “Dancing With Tears In My Eyes” ele aparenta ter se esgotado, e Kesha foi certamente quem saiu mais ferida com o término da relação. “Lá vamos nós, bem vindos ao meu funeral. Sem você eu nem sequer tenho pulsação. Completamente sozinha, é escuro e frio. A cada movimento eu morro”. Gente, amostra a era dark!

4°. Thinking Of You

A música, que já havia sido cogitada como 4° single do “Warrior”, é certamente um dos pontos altos do álbum. Em “Thinking Of You”, Kesha se mostra irreverente em relação a mais uma traição e mandou avisar que já superou (“I’m over it so suck my dick”). A cantora pontuou mais uma vez com o instrumental, extremamente radiofônico, que nos lembra uma junção de “Dirty Love” e “Only Wanna Dance With You”. Moral da história: tinha tudo para dar certo.

But now my song’s on the radio. And you see my face everywhere you go, I thought I’d call just to let you know I’ve been thinking of you, thinking of you-hoo-hoo

3° Supernatural

Mesmo antes da divulgação oficial da faixa, os fãs já haviam ido a loucura com uma prévia divulgada por Dr. Luke, onde era possível ouvir parte do refrão da música. Mais tarde, ao terem acesso a canção completa, muitos deram um passo atrás em relação ao versos carregados e vocais pesados que a música apresentava, totalmente oposto ao refrão mais suave. Mas, ao enxergar com outros olhos, foi esse contraste quem deu personalidade a música: Os versos narram momentos delirantes e caóticos, representando o primeiro contato de Kesha com o tal ser sobrenatural, já, o refrão, momentos de prazer. A faixa é dançante e frenética um pouco além da medida, e é isso o que faz com que ela seja ousada na medida certa. A própria Billboard a descreveu como “surpreendentemente forte”; deveria ter sido trabalhada, sim ou com certeza?

2°. Last Goodbye

Last goodbye é a baladinha dos sonhos. A faixa consegue ser sentimental e ao mesmo tempo sair da mesmice presente em canções melancólicas. Dessa vez, Kesha está pronta para dizer adeus ao seu grande amor pela última vez. A música apresenta um instrumental com batidas suaves que se intercalam com o violão, refinando e tornando a canção confortável aos ouvidos. Os vocais de Kesha se encaixam perfeitamente com a música, sem falar de sua letra, escrita por Kesha, onde a cantora parece nos transferir ao momento dos acontecimentos mencionados. Impossível não associar a música com momentos pessoais. Caso fosse enviada às rádios, muitos ouvintes iriam se identificar, dando uma grande visibilidade para a canção.

Oh, how we lost our minds when we fell in love that night. I never thought that I, would ever leave your side.

1°. The Harold Song

Ah, o que dizer sobre essa música MA-RA-VI-LHO-SA? “The Harold Song” é uma música escrita por Kesha para seu primeiro amor, Harold. A canção expõe uma sequência de pensamentos vindos da cantora ao passar por um fim de relacionamento com seu primeiro grande amor. A forma como Kesha consegue transmitir seus sentimentos, tanto com seus vocais e instrumental da canção, é surpreendente. Nunca vimos a cantora de maneira tão vulnerável. Em “The Harold Song”, menos é mais: Nos versos, o piano se sobressai em relação aos outros instrumentos, criando uma atmosfera suave e triste (não que isso seja ruim, muito pelo contrário); No pré-refrão temos a ascendência dessa atmosfera, que estoura por completo no refrão, junto com os vocais de Kesha, que parecem clamar para que o amado a ouça. – Impecável.

Se “The Harold Song” ou qualquer uma das músicas mencionadas acima tivessem se tornado single, o mundo veria Kesha com outros olhos. Mas, infelizmente, a indústria e outros superiores, responsáveis pelo controle criativo, são claramente movidos a dinheiro e, por 6 anos, fizeram Ke$ha acontecer. Claro que somos eternamente gratos por Ke$ha ter acontecido e não estamos de maneira nenhuma desmerecendo os singles lançados, afinal todas as músicas de Kesha são 100% ela mesma. O que dói é ver Ke$ha substituindo Kesha e, por sua vez, o mundo desconhecendo a outra metade de Kesha Rose Sebert.

**Outros destaques: “Dirty Love”, “All That Matters”, “Hungover” e “Crazy Kids”, rs. 


Post publicado por Samuel D
24.09

promo

 

O Kesha Brasil e o Popshop se uniram mais uma vez para atender um dos maiores pedidos de vocês que acompanham nossas páginas: a realização de um sorteio!

Será contemplado 01 (um) inscrito, com 01 (uma) camiseta estampada, presente em nossa coleção.

Ganhador: Parabéns, Johnny Victor Almeida (https://sorteiefb.com.br/resultado?id=2GMy)

Captura de Tela 2015-10-10 às 19.14.21

Para participar é muito fácil, mas é necessário estar cumprindo com TODAS as regras abaixo:

  • – A promoção esta aberta ao público em geral, podendo participar pessoas físicas que residam no Brasil e respeitem as condições estabelecidas para participação.
  • – O ganhador será selecionado por sorteio através da ferramenta sorteie.me, no dia 10 de Outubro de 2015.

COMO PARTICIPAR:

  • Curta “Kesha Brasil” no facebook, siga @keshabrsite no Twitter e @Keshabr no Instagram.
  • Curta “Popshop” no facebook e siga @Popshopvirtual no Instagram.
  • – Dê RT nesse tweet e compartilhe essa publicação em modo público.
  • – Entre oficialmente na promoção através do botão “Quero Participar”(Acesse nossa página no facebook, clique na aba “Promoções” e depois em “Quero Participar”). 

 

IMPORTANTE: Após a realização de todas as etapas mencionadas, nos mande seu user do Twitter e Instagram através de um comentário nesse post ou por inbox, se preferir. Assim, podemos localizar o ganhador e verificar se o mesmo seguiu as condições estabelecidas.

+ INFO: 

  • – A promoção será válida até o dia 10 de Outubro de 2015, sendo o ganhador revelado no mesmo dia.
  • – O sorteio será realizada pelo facebook, de maneira aleatória, através da ferramenta Sorteie.me.
  • – O Kesha Brasil e o Popshop reservam o direito de desclassificar qualquer concorrente que não tenha cumprido com as condições e regras estabelecidas.
  • – Se o ganhador não estiver cumprindo com as condições e regras estabelecidas será desclassificado, e o prêmio será sorteado novamente.
  • – O ganhador poderá escolher a estampa da camiseta de sua preferência, dentre os disponíveis nessa seção.
  • – O ganhador terá 24 horas para nos enviar seus dados por inbox, caso contrário será desclassificado.

Post publicado por Samuel D
21.09

dr_luke_kesha_a_l

Alguma claridade poderia estar vindo na batalha legal entre a pop star Kesha Rose Sebert e o compositor-produtor Dr. Luke (Lukasz Gottwald). Isso porque Sexta-Feira, a ação foi para liminar, significando que um julgamento em Nova Iorque será feito em breve para determinar se Kesha poderá suceder nos meritos de uma reivindicação que os contratos de gravação seriam anulados.

A disputa se iniciou em outubro do ano passado, quando Kesha alegou ter sido vítima de abuso violento por Dr. Luke, incluindo uma queixa de que ele a drogou e a estuprou. O produtor arquivou suas própias reivindicações contra Kesha, dizendo que a disputa é uma tentativa de extorquir ele em troca de liberar ela de seus contratos com a, Kemosabe Records, gravadora dentro da Sony.

Em documentos judiciais, na Sexta-Feira, o advogado de Kesha, Mark Geragos, disse ao juíz porquê uma determinação é necessária em breve. “Até que o Tribunal de Justiça delibere sobre o pedido de sentença declaratória, Kesha está num impasse”, declara uma nota diplomática que apoia uma liminar que barraria Dr. Luke de interferir em qualquer contrato que a cantora assinasse com outra gravadora. “Ela não pode trabalhar com outros produtores, editores ou gravadoras musicais para lançar músicas novas. Sem músicas novas para apresentar, Kesha não pode sair em turnê. Fora do rádio e do palco e fora dos holofotes, Kesha não pode vender produtos, receber patrocínios, ou ganhar atenção da mídia. A marca valiosa dela caíu, e a não ser que a Corte emita essa liminar, Kesha irá sofrer danos irreparáveis, despencando a sua carreira onde não haverá volta.”

Em apoio, Kesha apresentou uma declaração de Jim Urie, ex-presidente e diretor executivo da Universal Music Group Distribuition de 2003 até janeiro passado. Ele concorda que sem uma liminar a carreira dela está acabada: “Nenhuma companhia de distribuição popular irá investir o dinheiro necessário para distribuir canções para uma artista que caiu fora do interesse do público, como está acontecendo com Kesha, nesse momento,” ele diz. “Portando, se Kesha não puder voltar imediatemente a gravar e ter a sua música promovida, comercializada e distribuida por uma grande gravadora, a carreira dela está efetivamente acabada.”

Kesha por si só apresentou uma declaração que repete a história de seu relacionamento de dez anos com Dr. Luke, além de acrescentar novas alegações. Eles se conheceram depois que ela fez 18 anos. Ela diz que em uma ocasião, eles foram para uma festa e ela tomou bebidas alcoólicas. Mais tarde, ele supostamente lhe deu uma pílula, e Kesha diz que acordou mais tarde em sua cama.

Em sua última declaração, ela também diz que ele “tomou crédito por canções que ele não escreveu para um programa de televisão que ele nem chegou a produzir” e, após ele ter supostamente decidido que Kesha não era boa compositora o suficiente, ele chamou Will.i.am para escrever um verso para Kesha cantar. “Eu sei que não posso trabalhar com Dr. Luke,” ela diz. “Eu não posso fisicamente. Eu não me sinto segura de qualquer forma”.
Enquanto isso, a Sony está pesando sobre o caso pela primeira vez. A empresa disse ao juiz que foi “apanhada no fogo cruzado”.
Depois de ter processado Dr. Luke, Kesha incluiu a acusação de que a Sony apoiou e ratificou o comportamento de Luke. Ela alega que a enorme indústria da música coloca artistas do sexo feminino “em perigo físico, dando ao Dr. Luke controle criativo e administrativo por completo”. Sony e Kemosabe estão exigindo a rejeição de tais alegações, apoiando Dr. Luke, chamando Kesha para uma “tentativa transparente e equivocada de renegociar seus contratos”.
Sony argumenta que suas reivindicações não fornecem nenhuma responsabilidade corporativa e aponta para a admissão de Kesha que o Dr. Luke supostamente veio intimidado-a em silêncio.
“Esta admissão – que Kesha nunca havia falado ou denunciado a suposta má conduta – é fatal para todas suas alegações contra a Sony e Kemosabe Records”, argumenta. “Em suma, Sebert não pode ter as duas coisas: Ela não pode alegar que Luke a intimidava em silêncio, então – como uma reflexão tardia aparente – procurou assegurar Sony e Kemosabe Records como responsáveis por não agirem sobre a conduta que ela não relatou”.
Matéria original: http://www.hollywoodreporter.com/thr-esq/kesha-warns-her-career-will-825685
Traduzido por: Natália H. e Samuel D. (KSBR)

Page 35 of 43« First...102030...3334353637...40...Last »


Twitter



Facebook



Entre no Estilo