Post publicado por César
21.11

314651_319042824778002_67361513_n - Cópia-horz

Recentemente o rapper Eminem citou Kesha em uma música inédita que se chama, “Vegas“, do duo Bad Meets Evil — formado pelos rappers Eminem e Royce da 5’9″ em 1997. Eminem tem 42 anos de idade e possui três filhas.

‘Vegas’ faz parte do disco ‘Shady XV‘, uma coletânea com obras de vários artistas da gravadora Shady Records. No álbum, além de ameaçar estuprar a rapper australiana, Iggy Azalea, em uma música e, citar Nicki Minaj, o Bad Meets Evil também fala de socar Lana Del Rey no rosto, de acordo com o tabloide inglês ‘Daily Mail‘.

Confira o trecho da música onde Kesha é citada:

Walked up to that Ke$ha chick (what up?)
Said my name is Booger, wanna catch a flick?
I’ll even let you pick, make her fetch a stick
Bet you if you get this old dog these new tricks
To get familiar with I’ll learn extra quick

Tradução:

Encontrei com aquela tal de Kesha (e ai?)
Disse que meu nome é Booger, quer ver um filme?
Ainda deixarei você escolher, faze-la pegar nesse pau
Aposto que você consegue ensinar a esse cachorro velho esses novos truques
Para me familiarizar com isso, aprenderei super rápido.

Confira a letra completa em inglês AQUI.

O tabloide Daily Mail também lembra que Eminem já fez vídeos e músicas apontadas como misóginas contra Britney Spears, Christina Aguilera, Mariah Carey, Amy Winehouse, Lindsay Lohan, Jessica Simpson e Lady Gaga. Além disso, o rapper fez duas músicas falando em matar sua ex-esposa Kim Mathers (sua namorada dos tempos do colégio), e foi processado por difamação pela própria mãe, Deborah R. “Debbie” Nelson, que o derrotou na Justiça dos EUA e ganhou indenização de 1,6 mil dólares.

Em trabalhos anteriores, o rapper também chegou a ser acusado de homofobia nas mensagens de algumas músicas, por utilizar o termo “faggot”, que significa algo como “bicha”, podendo ser utilizado em um sentido pejorativo.

Ouça o trecho inédito de “Vegas” que vazou:


Post publicado por César
19.11

print1

Nessa última segunda-feira (17/11), o produtor musical, Dr. Luke, tentou fazer com que as alegações de que ele abusou sexualmente de Kesha, sejam desconsideradas da batalha judicial travada entre os dois nos tribunais de Los Angeles e Nova York.

Os advogados do produtor musical alegam que as acusações feitas por Kesha em sua ação judicial contra Luke, são barradas pelo statute of limitations, que em uma tradução literal, significa algo como um “estatuto de limitações”, porque se o abuso/estupro ocorreu há mais de dois anos, o estatuto de limitações já passou e Luke não poderia ser processado. Baseados nisso, os advogados de Dr. Luke alegam que a acusação de violência de gênero, também deve ser descartada, por conta de um estatuto de limitações de 3 anos sobre crime. Se essa alegação for desconsiderada, outras 6 alegações, incluindo assédio sexual, assédio civil e a imposição intencional de sofrimento emocional permanecerão no processo civil. Vale lembrar que, na ação judicial de Kesha movida contra Dr. Luke, ela relata que foram 10 anos de abuso, e que aconteciam desde os seus 18 anos de idade.

Em um e-mail para o canal norte-americano CBS comentando sobre essa ocasião, o advogado de Kesha, o doutor Mark Geragos diz:

Dr. Luke está se escondendo atrás de um movimento legalmente falho que esperamos que não vai funcionar.

Mark também reitera que Kesha negou os abusos de Dr. Luke em um processo antigo, de 2011, porque estava sob ameaça. O processo de 2011 foi movido pelos gestores anteriores de Kesha, da DAS Communications, que processaram ela e Dr. Luke, alegando que o produtor influenciou a cantora para quebrar contrato com os seus ex-empresários e a DAS.

A dúvida que permanece é, por que o estatuto de limitações é importante se o estupro e os abusos “não ocorreram” e foram negados pelo produtor musical?

Na última segunda-feira, Kesha, depois de muito tempo, voltou a atualizar seu Twitter, com uma mensagem de agradecimento ao apoio que ela percebeu ter recebido de muitas pessoas:

@KeshaRose: “Eu estou vendo TODO o amor e estou apreciando cada tweet, cada comentário. Tudo. Cada um está morando em meu coração!”

Fonte: SheKnows.com | CBSNews.com


Post publicado por César
19.11

kesha show - Cópia

Como muitos já estão sabendo, a produtora Time For Fun anunciou uma apresentação de Kesha no Brasil, mais especificamente na cidade de São Paulo, no dia 25 (domingo) de janeiro, no espaço Citibank Hall (Av. das Nações Unidas, 17.955, Santo Amaro), a partir das 20h.

Os ingressos custarão entre R$ 90,00 (meia-entrada, pista) e R$ 400,00 (inteira, camarote I) e poderão ser adquiridos no site da TicketsForFun e pontos de venda oficiais a partir do dia 27 de novembro, sendo que clientes dos cartões Citi e Diners terão pré-venda exclusiva entre os dias 20 e 26. Sobre a classificação etária: De 8 a 13 anos, é permitida a entrada acompanhada de responsável. A partir dos 14 anos, é permitida a entrada desacompanhada, com carteira ou comprovante de que é estudante.

Pista: R$ 180,00 (meia: R$ 90,00)
Pista Premium: R$ 350,00 (meia: R$ 175,00)
Camarote 1: R$ 400,00 (meia R$ 200,00)
Camarote 2: R$ 350,00 (meia: R$ 175,00)

O Citibank Hall tem capacidade para 7.000 pessoas, estacionamento preferencial e aceita inclusive a entrada de qualquer portador de necessidades especiais para assistir ao show.

Pelo Twitter da T4f, que você confere AQUI, é especificado que ainda não há informação sobre a realização de Meet & Greet.

Informações a respeito de setlist do show e o formato do show ainda não foram divulgadas também.

Acesse o link do evento do show no Facebook clicando AQUI.

O link do site TicketsForFun para adquirir os ingressos já está disponível. Para acessar, clique AQUI.

ATUALIZAÇÃO

Confira a planta do Citibank Hall em São Paulo, onde será realizado o show de Kesha no dia 25/01/2015:

 

1381640_745137968912537_2040014114633150467_n

 

Clique na imagem visualizar melhor

– Para quem for adquirir os ingressos para a pista premium, a taxa de conveniência é de R$ 35,00. O valor da entrega em casa fica: R$ 175,00 + R$ 35,00 = R$ 210,00

– Para quem já adquiriu os ingressos por ser cliente com cartões Citi e Diners, a entrega é gratuita, porém é possível comparecer diretamente aos pontos de retirada dos ingressos, informados pela Tickets for Fun.

– A partir do dia 27, a FNAC e a Livraria Saraiva de alguns shoppings serão pontos de venda de ingressos.

– Para retirar o ingresso no dia do show, é interessante chegar cedo para evitar filas.

– Pela opção de entrega dos ingressos em mãos pelo serviço dos Correios, a partir do dia 27, a taxa varia de R$ 29,00 a R$ 39,00 ou valor superior.

– A compra dos ingressos diretamente no Citibank Hall, em São Paulo, é isenta de taxa de conveniência.

Para mais informações e detalhes, acesse diretamente o site da Tickets for Fun clicando AQUI.


Post publicado por César
19.11

wrabel

O cantor e compositor Wrabel voltou a comentar no Twitter sobre as suas parcerias com Kesha em novas composições para possivelmente serem para o novo álbum da cantora.

Os comentários relacionados a Kesha começaram a ser percebidos na internet em agosto desse ano. Relembre os tweets a seguir:

Pelo que foi percebido no tweet que você confere clicando AQUI, Wrabel, Kesha e o produtor musical Drew Pearson poderiam estar gravando algo em estúdio.

No mês seguinte, em setembro, Wrabel voltou a twittar sobre músicas que ele estaria escrevendo com Kesha:

“Escrevendo músicas sem possibilidade de edição de rádio com Kesha.” – Veja AQUI

Podemos interpretar esse tweet como um comentário a respeito de não haver a possibilidade de edição/adaptação/censura das novas músicas para as rádios, ou que, de acordo com o estilo musical escrito por Wrabel e produzido por Drew Pearson, cuja sonoridade segue uma linha pop/alternativa/indie/R&B/eletrônica, as novas músicas produzidas com Kesha podem não ser tão “comerciais” ou “mainstream“, como é a musicalidade geralmente produzida pelo produtor musical, Dr. Luke, com Kesha.

E recentemente, Wrabel voltou a comentar no Twitter, sobre outras novas músicas escritas com Kesha:

“As melhores músicas são aquelas que ninguém pode ouvir, sempre.” – Veja AQUI

Neste tweet, é possível interpretar que que Wrabel poderia estar se referindo a batalha judicial que Kesha está travando com o produtor musical, Dr. Luke, por conta do controle que ele tem sobre a carreira de Kesha, em virtude de contratos abusivos.

“Terceira música da noite, ‘You Cannot Pay Me To Stop Dancing’.” – Confira AQUI

Nesse tweet, o cantor cita o possível nome de uma nova música de Kesha.

“the good things never last.” – Veja AQUI

“Isso não foi eu… Kesha fez isso.” – Veja AQUI

Caso você não conheça o trabalho de Wrabel, ouça a faixa “Into The Wild” no player abaixo:


Post publicado por Pedro I.
14.11

Captura de Tela (24)

Hoje (14.11), por meio da Time For Fun, foi confirmado: Kesha vai estar de volta ao Brasil em 2015!

A vinda da cantora, que ainda não compareceu as redes sociais para acalmar seus fãs brasileiros, é com o objetivo de fazer uma única apresentação no país: dia 25 de janeiro às 20h, no Citibank Hall, São Paulo. A venda de ingressos vai começar ainda neste mês de Novembro, com pré-venda entre os dias 20 e 26 (apenas para clientes dos cartões Citi e Diners) e a venda para o público a partir do dia 27. Os ingressos variam de R$180 a R$400.

Ainda não foi confirmado se haverá Meet & Greet, nem se vai precisar ser associado ao site fã clube da cantora para possuir o acesso ao Meet & Greet.

O Citibank Hall tem capacidade para 7.000 pessoas, estacionamento preferencial e aceita inclusive a entrada de qualquer portador de necessidades especiais para assistir ao show.

Sua última e única vinda ao Brasil foi em 2011, para concluir a agenda de shows da Get $leazy Tour na antiga casa de shows Via Funchal (São Paulo) e no festival do Rock In Rio (Rio de Janeiro).

Nada foi confirmado pela T4f se está programado outro show no Brasil.


Post publicado por César
09.11

screen-shot-2013-11-25-at-9-31-47-am - Cópia

Neste fim de ano, está ocorrendo a votação para a premiação “Hot This Year“, feita pela VEVO, para escolher os melhores videoclipes no ano de 2014. A votação é aberta ao público e “Timber“, que o videoclipe da parceria de Pitbull e Kesha, aparece com indicação na categoria de “Melhor Vídeo Masculino“:

Best Male Video (Melhor Vídeo Masculino)

Timber – Pitbull ft. Kesha
Stay With Me – Sam Smith
All of Me – John Legend
Bailando (Español) – Enrique Iglesias ft. Descemer
Somewhere In My Car – Keith Urban

Para votar pelo site da VEVO, clique AQUI. A votação pelo site é possível ser realizada somente uma vez por dia. Para votar quantas vezes desejar, é necessário fazer isso pelo Twitter e Facebook, usando a hashtag da categoria da premiação, além do link do videoclipe na VEVO. Exemplo:

– Best Male Video

http://vevo.ly/HwbK4M #VEVOHTYMALE

O videoclipe de Timber também já possui o #VEVOCertified, por ultrapassar a marca das 100 milhões de visualizações. Atualmente as visualizações do vídeo ultrapassam a marca das 400 milhões:


Post publicado por Samuel D
02.11

10394599_897806126901666_6966596692052537654_n

Hoje (02/11), foi divulgada pela conta de Soundcloud de Schpilkas, uma faixa batizada como “Lover“, na voz de Kesha. A música foi produzida por Spookey Ruben e Schpilkas, que são conhecidos por seus trabalhos com cinema. A canção possui uma sonoridade alternativa e experimental, e faz parte de um ‘mixtape’ dos produtores, intitulado como Welsh Rarebits. Ainda não há mais detalhes e informações sobre essa gravação e esse projeto. Ouça:

Fonte: spookeyruben.bandcamp.com | Link Twitter


Post publicado por César
29.10

Sem título - Cópia - Cópia
 

Hoje (29.10) o site TMZ.com revelou mais um ataque do produtor musical, Dr. Luke, na justiça, mas dessa vez, é contra a mãe de Kesha, a compositora Pebe Sebert.

Na ação judicial do produtor contra a mãe de Kesha, Luke alega que Pebe queria que sua filha quebrasse contrato com ele, então ela começou a alimentar a raiva de sua filha em relação ao contrato, e assim, mãe e filha teriam começado a espalhar “mentiras” de que ele a estuprou, para envergonhá-lo e tirá-la do contrato. Luke também afirma que, quando ele decidiu não rever seu contrato com Kesha, Pebe começou a aplicar um ‘plano b’, que seria o de extorqui-lo, deixando claro que as duas iriam continuar a levar a história ao conhecimento do público, até que ele libere ela do contrato.

Em sua nova ação na justiça contra Pebe, Luke também se utiliza da alegação de que Kesha já havia negado os abusos do produtor, em um processo antigo, do ano de 2011, que foi movido pelos ex-empresários de Kesha, da DAS Communications, contra o produtor e a cantora.

Nessa ação de Luke contra Pebe, o produtor exige como indenização 75 mil dólares como compensação e punição por danos causados.

E aproveitando que estamos falando desse caso “Kesha e Pebe Sebert X Dr. Luke” na justiça, gostaríamos de fazer um adendo nessa publicação, com um rumor que está circulando na internet, onde é entendido que, em virtude de todo esse processo na justiça, possivelmente Kesha tenha que ficar afastada dos holofotes do mundo da música até 16 de outubro de 2017, que é exatamente a data do fim do processo/julgamento. Esse rumor poderá ser confirmado, já que o processo envolve Dr. Luke, que é produtor executivo da discografia de Kesha, além das empresas de Luke, como a gravadora Kemosabe Records. Porém não é sabido exatamente os detalhes das cláusulas desses contratos de Kesha com o produtor e suas empresas, além dos contratos com a RCA Records, em relação a exigências e limites para hiatus (tempo de pausa para lançamentos na carreira). Resta apenas aguardarmos por mais detalhes e esclarecimentos sobre essa questão.

Confira abaixo, a foto onde mostra as possíveis datas das fases do julgamento/audiências das ações judiciais entre Kesha e o produtor Dr. Luke nos tribunais:

186

[Clique na imagem para ampliar]

* Essa publicação poderá estar sujeita a receber atualizações.

Fonte: TMZ.com


Post publicado por Pedro I.
29.10
 (photo_2)_keshadinner-724x49212

Por conta de sua ação movida contra Dr. Luke, é provável que Kesha se afaste dos holofotes até o fim do julgamento, que tem primeira audiência marcada para 29 de Março de 2016 e fim do julgamento para 16 de Outubro de 2017, como consta a imagem abaixo:

186

Entendemos que este rumor pode realmente acontecer, já que o processo envolve tanto sua gravadora (Kemosabe) como também o produtor executivo de toda a discografia da cantora.

Existe a possibilidade dela lançar algum conteúdo novo ainda com Dr. Luke ou outro produtor (desde que seja autorizado pela gravadora e/ou pelo Dr. Luke). Também pode ocorrer da cantora encerrar a ação e sair da gravadora, o que possivelmente provocaria uma outra ação, dessa vez movida pela gravadora, ou ainda uma multa por quebra de contrato.

Além disso, a conta de Twitter @insidethestudio, famosa por as vezes acertar e divulgar informações antecipadas a respeito de processo de produção e gravação de lançamentos musicais de diversos artistas, recentemente revelou supostas novidades a respeito da produção, gravação e lançamento da futura música de trabalho de Kesha, que será o início da nova era/álbum da estrela pop:

Kesha está trabalhando duro para trazer sua música para o público o mais breve possível. Se não fosse por essa batalha judicial, a nova música de trabalho já poderia ter sido lançada.


Post publicado por César
28.10

Sem título

 

O sucesso de Timber, parceria e composição de Kesha e Pitbull, é a 5ª música mais vendida de 2014, de acordo com o Media Traffic. Foram contabilizadas um total de 5,206,000 cópias vendidas do single, desde o seu lançamento em 2013.

Fonte: Media Traffic

E na VEVO, o videoclipe de Timber já ultrapassa as 400 milhões de visualizações!


Page 46 of 48« First...102030...4445464748


Twitter



Facebook